Catriona Gray foi escolhida a Miss Universo 2018.  Em Bangcoc, na Tailândia, ela se tornou a quarta representante do país a levar o título, sucedendo a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters. A sul-africana Tamaryn Green e a venezuelana Sthefany Gutiérrez ficaram respectivamente, em segundo e terceiro lugares.

A brasileira, a amazonense Mayra Dias, chego a ser classificada entre as 20 finalistas, mas não passou para a fase seguinte.

A 67ª edição teve um júri todinho composto por mulheres. Foi também a primeira vez que houve a participação de uma mulher trans, a espanhola Angela Ponce, que não se classificou, mas ganhou uma homenagem durante o programa e foi aplaudida de pé.

“As mulheres trans podem ser o que quiserem”

Homem de Ferro telefonar casa Pode Chorar: Jorge X Matheus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.