Essa polêmica que envolve Sofia Vergara, que faz sucesso na série Modern Family, é algo de muito estranho. De acordo com revelações do jornal The New York Post ela está sendo processada, não apenas pelo ex Nick Loeb, mas pelos dois embriões congelados que ela mesma concebeu com o parceiro de quem se separou.
Os embriões tem inclusive nomes: Emma e Isabella. A ação só faz sentido porque está inscrita na corte de Louisiana, um estado pró-vida onde os embriões têm direitos como qualquer pessoa. O que é alegado? Que não permitir o nascimento desses embriões congelados é privá-los de sua herança. O caso cita um administrador para o fundo, mas não o próprio Loeb e o processo pede que os embriões sejam transferidos a ele para que possam nascer e receber sua herança.

Essa disputa começou em 2014, quando Vergara e Nick Loeb se separaram. Logo ali, Loeb tentou processá-la, sem sucesso, para ter a custódia dos embriões… Parece que rolaram muitas trocas de mensagens que fazem parte do caso, como esta:

Loeb: Agora o quê? Você não pode manter vivas quatro vidas congeladas para sempre ou matá-las, nós vamos para o inferno.
Vergara: “Nós iremos para o inferno independentemente disso.

Quando da criação desses embriões, foi criado um contrato que exigia o consentimento por escrito de ambas as partes para que se pudesse partir para a gravidez. Hoje, Vergara é casada com o ator americano Joe Manganiello e tem um filho de um casamento anterior. Na época da separação, Loeb declarou ao The New York Times:

“Uma mulher é autorizada a seguir com a gravidez ainda que o homem seja contra. Também não deveria ser assim para um homem, que está disposto a assumir as responsabilidades, ter o direito de trazer os embriões à vida ainda que a mulher seja contra?”

Já a atriz de Modern Family reforçou:

“Mais do que de uma mãe, precisa de uma relação amorosa entre os pais”

Bombando na Web #31: Indicados ao Grammy 2017, filme do Bozo e Larissa Manoela Confira o trailer completo de Homem Aranha: De Volta ao Lar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.