Não é novidade, esse Serial. Mas confesso que eu estava relutando a ingressar nesse mundo dos podcasts. Quando alguém me dizia o quanto incrível era Serial, e como estava ansioso para ouvir o próximo episódio eu dizia: Jura? Mas na verdade eu pensava: Duvido! Isso desde 2014, quando Serial saiu e já no começo de 2015 contabilizou mais de 60 milhões de downloads. E segui com essa preguiça até ouvir outras mil pessoas recomendando e resolvi ir descobrir do que se tratava realmente o tal do podcast.

A minha preguiça vinha da ideia de que acharia muito chato ouvir alguém narrar um crime e suas provas. Pensava que a história e seus detalhes se perderiam, e que eu acabaria dormindo ao som do blá blá blá. Pois o primeiro passo  prova foi realmente ouvir um episódio. Foi estranho. O começo tem os apoiadores e patrocinadores do podcast, algo dito, não uma propaganda como estamos acostumados em rádio, cheia de efeitos sonoros e coisas do tipo. E foi quando eu ouvi pela primeira vez a voz de Sarah Koenig…

sarah

Sarah Koening é jornalista e produtora do programa de rádio “This American Life”, bastante conhecido e que narra histórias diversas da vida de pessoas que vivem nos Estados Unidos. Serial é como o aprofundamento de uma dessas histórias.

serial

Tudo começa em 1999, perto de Baltimore, nos Estados Unidos Uma menina de 18 anos chamada Hae Min Lee desaparece. Um mês depois, seu corpo é encontrado em uma cova rasa num parque distante. Em algumas semanas seu ex-namorado, Adnan Syed, um rapaz muçulmano, filho de imigrantes paquistaneses, é acusado de tê-la matado, inconformado com o término do namoro dos dois. O rapaz vai a julgamento, pega prisão perpétua.

E você acompanha tudo isso, com depoimentos dos envolvidos e do próprio Adnan, podendo acessar o site do podcast e conferir cartas, fotos e outras provas. Estou no meio da primeira temporada, envolvida.

O ponto negativo? É só em inglês… Mas tenho certeza que devem existir outros mil podcasts legais por ai, inclusive muitos em português. Peço inclusive pra vocês me indicarem alguns aqui nos comentários.

Miles Ahead é a cinebiografia de Miles Davis Gloria Pires no cinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.