Ontem, pela primeira vez, Kevin Spacey compareceu ao tribunal de Nantucket, em Massachusetts, onde foi formalmente acusado de agressão sexual, e permaneceu em silêncio durante a audiência. A palavra foi de seus advogados que alegaram inocência.

Apesar da defesa ter tentado evitar a presença dele em audiências do caso, o juiz o obrigou a comparecer nesta primeira ocasião. Nas próximas audiências o ator será representado pelos advogados, mas terá de estar disponível pelo menos por telefone para a necessidade de se checar alguma informação. Também foi estabelecido que o ator não pode contatar a vítima se mantendo distante. Já existe uma próxima audiência agendada, para o dia 4 de março.

A acusação é de que Kevin Spacey tenha abusado sexualmente de um jovem de 18 anos, tendo inclusive como prova um vídeo, enviado pelo garoto para sua namorada, através do aplicativo Snapchat. O jornal The Boston Globe relata que Alan Jackson, um dos advogados que representa Spacey, alegou que o vídeo mostra só as mãos de uma pessoa tocando a camisa de outra, mas não indicam nenhum ato ilegal.

O garoto que acusa o ator de agressão sexual é filho da jornalista americana Heather Unruh, que tornou a acusação pública em 2017. Apenas em dezembro de 2018, a polícia de Massachussets apresentou formalmente à justiça, acusado-o de “agressão sexual com lesões a uma pessoa com mais de 14 anos”. Considerado culpado, poderá cumprir até 5 anos de prisão.

“Em julho de 2016, o ator Kevin Spacey abusou sexualmente do meu filho. Aconteceu à noite em um bar. Meu filho tinha 18 anos. Ele disse para Spacey que tinha idade legal para beber. Ainda que ele tivesse mais de 21 anos, Kevin Spacey não tinha direito de atacá-lo sexualmente. Spacey pagou ‘drinque após drinque’ para meu filho. Quando meu filho estava bêbado, Spacey colocou a mão dentro da calça do meu filho e segurou sua genitália. Não houve consentimento. Foi um ato criminoso. Meu filho tentou se mover, Spacey continuou. Depois, foi ao banheiro e meu filho correu o mais rápido que pode até a casa da avó dele”

As denúncias contra Kevin Spacey surgiram no final de 2017. A primeira, em 30 de outubro, quando  o ator de Star Trek, Anthony Rapp contou que foi assediado pelo ator quanto tinha 14 anos. Se somam ainda os relatos do ator mexicano Roberto Cavazos, de integrantes homens da equipe de House of Cards e mais de 20 acusações de “comportamento inapropriado” de quando ele era diretor artístico do teatro Old Vic, em Londres. Teve até o relato do  o ex-genro do rei da Noruega, que contou que Spacey tocou nele embaixo da mesa em uma cerimônia do Nobel da Paz, em 2007.

Séries obrigatórias depois do Globo de Ouro 2019 O terror que é o feminicídio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.