A quinta temporada de House Of Cards não teve um balanço exatamente positivo. Muitos fãs da série não entenderam a guinada do protagonista, Frank Underwood, que sempre obcecado pelo poder, pela primeira vez se mostrou seduzido pelo dinheiro. Encurralado, o protagonista fechou a temporada em situação complicada, e já ali percebíamos que Claire, esposa e vice presidente estava pronta para assumir o protagonismo. Foi a primeira vez que Claire rompeu a quarta parede e como Frank, falou com o público. E a gente queria mesmo ver mais de Robin Wright.

Eis que na vida real, Kevin Spacey se complicou tanto, com inúmeras denúncias de assédio sexual, que foi demitido da Netflix, ficando assim de fora da sexta e última temporada da série. Como já divulgada, a solução foi partirmos de um começo com Francis morto. E assim é. Claro que os mistérios que envolvem essa morte não nos são entregues de cara e servem de isca as pistas para resolver essa história, estrategicamente colocadas no final dos primeiros episódios.

Não é fácil exorcizar um fantasma como o de Frank Underwood. Sua morte, laços e intrigas do passado permeiam cada passo da nova presidente dos Estados Unidos. Mas não só ela é mulher forte presente nessa temporada, interpretada por Diane Lane, a rica e influente Anette também brilha demais. Anette e Claire são amigas de infância e isso, somado à rivalidade e guerra de interesse, se mostra interessante. Claro que teremos o machismo em foco, com mulheres ocupando posições de poder. E achei bem interessante conhecer o passado da jovem Claire, que sofria bullying, e era de certa forma, oprimida pela mãe e culpabilizada por sua beleza.

Mais dois ótimos personagens: Greg Kinnear, que com Diane Lane faz a dupla de irmãos Shepherd, e o vice de ClaireMark Usher, interpretado por Campbell Scott.

Também nos primeiros episódio podemos detectar que Doug, o fiel escudeiro de Francis, ainda tem um importante papel a cumprir. Ele que sabe tanto, que sabe demais das manobras sujas dos Underwood, e que assumiu a culpa, por exemplo, do assassinato de Zoe Barnes.

A própria Claire nos pergunta, se sentimos saudades de Frank. Ao terminar a temporada, volte para me contar. Noc, noc.

Jogador pede desculpas por fantasia de Halloweenn As new rules de Trump para a imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.