Vocês devem ter lido que a Netflix anunciou que comprou os direitos do filme The Irishman, de Martin Scorsese e que vai reunir um elenco incrível com Al Pacino, Joe Pesci e Rebert De Niro para simplesmente impactar o mundo do cinema. Para atingir essa meta, desembolsou US$ 105 milhões, usados para pagar esse dream time, e para garantir os direitos globais do longa. A história parte do assassino da máfia Frank “The Irishman” Sheeran (Robert De Niro), que é conhecido por seu possível envolvimento na morte de Jimmy Hoffa (Al Pacino), um líder sindical cujo o corpo nunca foi encontrado.  O mafioso manteve essa história de ser assassino em segredo da própria família durante quase toda vida, só confessando seus crimes para o escritor Charles Brandt ( também promotor de justiça quando o assassino estava na ativa) cinco anos de morrer. Frank morreu seis semanas depois de ler o manuscrito The Irishman, que foi publicado como livro em 2004.

Outra coisa que está dando o que falar, é que Robert De Niro será rejuvenescido em 30 anos para fazer parte do filme, aparentando ter a idade que tinha em O Poderoso Chefão – Parte II. A tecnologia para isso é a mesma usada em O Curioso Caso de Benjamin Button, Capitão América: Guerra Civil e em Rogue One: Uma História Star Wars.

O filme The Irishman, tem estreia prevista para 2019.

Mas a Netflix já tem datas marcadas para outras investidas. Filmes quem vem sob o selo Netflix, com outros diretos e atores renomados.

A comédia Sandy Wexler estreia em 14 de abril, com Adam Sandler no papel título, um empresário de celebridades na cidade de Los Angeles na década de 90, que  cuidadosamente representa um grupo de clientes excêntricos. Acontece que ele acaba se apaixonando por uma nova cliente, interpretada pela  vencedora do Oscar®  e do Grammy®, Jennifer Hudson, uma cantora que ele descobre em um parque de diversões. A produção é dirigida por Steve Brill (Zerando a Vida).

A Netflix também já apresentou as primeiras imagens de War Machine, estrelado por Brad Pitt, Emory Cohen, Topher Grace, Tilda Swinton e Sir Ben Kingsley. O filme é do diretor David Michôd (Reino Animal), e tem lançamento mundial na plataforma de streaming em 26 de maio. O filme é baseado no livro The Operators: The Wild And Terrifying Inside Story of America’s War in Afghanistan, do jornalista Michael Hastings. O filme recria a ascensão e queda de um general dos Estados Unidos, explorando o surgimento de um líder ultra confiante interpretado por Brad Pitt, um carismático general de quatro estrelas, que despontou como uma estrela do rock para comandar as forças da OTAN no Afeganistão, apenas para ser exposto por um jornalista sem limites.

Do mesmo diretor de Expresso do Amanhã,  a aventura Okja narra a jornada épica de Mija, uma garotinha que precisará arriscar tudo para não deixar uma poderosa empresa multinacional raptar seu melhor amigo , um animal gigante chamado Okja. O filme de Bong Joon Ho é estrelado por Tilda Swinton, Jake Gyllenhaal, Paul Dano, Giancarlo Esposito, Steven Yeun, Lily Collins e apresenta a estreante Seo Hyun An.

Okja estreia com exclusividade na Netflix em 28 de junho.

Já para dezembro o canal lança Bright. O filme é do diretor de Esquadrão Suicida e Marcados para Morrer. David Ayer dirige  Will Smith, Joel Edgerton e Noomi Rapace em uma história que se passa em um tempo atual alternativo, quando humanos, orcs, elfos e fadas coexistem desde o princípio dos tempos. O filme é de suspense, na cola de dois policiais com passados diferentes. Ward é um humano (Will Smith), e Jakoby, um orc (Joel Edgerton). Juntos, eles  deverão proteger uma jovem elfa e uma relíquia que em mãos erradas, pode destruir o mundo.

Cineminha? Um Limite Entre Nós, com a vencedora do Oscar Viola Davis e Wolverine de volta em Logan Mindhunter: Nova série de David Fincher tem cara de sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.