Aos 79 anos, Jane Fonda se abre em entrevista e declara que foi abusada sexualmente quando pequena. Em conversa com a também atriz Brie Larsson, que no ano passado ganhou o Oscar de melhor atriz pelo filme O Quarto de Jack, sobre uma mulher sequestrada e abusada por um homem, a atriz se sentiu confortável em declarar:

“Para você ver como o patriarcado deixa uma marca nas mulheres. Eu já fui estuprada, eu já fui abusada sexualmente quando criança e eu já fui demitida porque não queria transar com meu chefe”

A entrevista foi publicada pela revista  The Edit. Quem não conhece a história da atriz, pode não saber que em 2014, ela revelou que sua mãe, Frances Ford Seymour, também foi abusada e se matou quando Jane tinha apenas 12 anos. A atriz  descobriu o caso quando escrevia sua biografia, ao encontrar o histórico médico da mãe.

Jane Fonda fundou, em 2001, o Centro de Saúde Reprodutiva para Adolescentes, que ajuda a prevenir a gravidez na adolescência. A atriz também faz parte do movimento global V-Day, que trabalha para acabar com a violência contra a mulher.

Estranho foi o jornalista e apresentador da Rede Globo, Alexandre Garcia, divulgou a notícia em seu perfil no Twitter, com a seguinte mensagem:

Um mar de críticas caiu sobre o jornalista que depois postou:

E o que dizia Umberto Eco? Que as redes sociais dão o direito à palavra a uma “legião de imbecis” que antes falavam apenas “em um bar e depois de uma taça de vinho, sem prejudicar a coletividade”. E o que signinifica Sicut erat demonstrandum? Tal como foi demonstrado.

Já hoje de manhã mais um post:

Não é a primeira vez que Alexandre Garcia polemiza. Quando da formação do governo de Michel Temer, o fato de que não ter mulheres ou negros na lista de novos ministros foi comentado assim:

No ano passado, Alexandre Garcia, em comentário exibido na Globo-DF, o jornalista se envolveu em mais uma polêmica quando afirmou que os cotistas que entram na Universidade de Brasília (UnB) não possuem méritos e estariam lá por “pistolão”. Em fevereiro deste ano rolaram uma série de posts sobre feminicídio:

É bom lembrar que Femicídio ou feminicídio é um crime previsto no Código Penal Brasileiro, sendo crime de ódio baseado em gênero, resultando em mortes intencionais e violentas.

EM TEMPO!

Já foi marcada a estreia da 3ª Temporada de Grace and Frankie – 24 de março na Netflix – Estrelada por Jane Fonda e Lily Tomlin, a série retrata a amizade e capacidade de se reinventar de duas senhoras que tem que lidar com uma situação bastante inesperada: seus maridos, antes sócios, estão apaixonados e resolvem assumir a relação. Na terceira temporada Grace e Frankie tentam abrir um novo negócio, fabricando vibradores feitos para mulheres da terceira idade, e seguem lidando com questões familiares e atritos na amizade.

Viva o Amor e Sexo! Green Light - Lorde volta pop

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.