E olha que eu gostei da primeira parte da primeira temporada:

O projeto é coisa antiga, foi anunciado em 2013 e já passou pelas mães de Shawn Ryan (The Shield), Thomas Kelly (Blue Bloods) até cair nas mãos de Luhrmann. Foi ele quem dirigiu os três primeiros episódios, e acompanhou de perto coreografia e direção de arte ( ponto altíssimo de todos os seus filmes).

Erma previstos US$ 7,5 milhões por episódio, e o custo total da série chegou a US$ 120 milhões, colocando The Get Down no topo como a série mais cara produzida pela Netflix ( em parceria com a Sony).

No centro da trama, um grupo de jovens poetas, dançarinas e artistas do gueto que vão contra a onda disco e formam um grupo de hip-hop. No elenco o elenco? Shameik Moore (Shaolin Fantastic), Justice Smith (Ezekiel “Books” Figuero), Herizen Guardiola (Mylene Cruz), Yahya Abdul-Mateen II (Cadillac), OLHA SÓ, tem Jaden Smith (Dizzee Kipling), Skylan Brooks (Ra-Ra Kipling), Tremaine Brown Jr. (Boo Boo Kiping), Mamoudou Athie (Grandmaster Flash), Jimmy Smits (Francisco “Papa Fuerte” Cruz) e Giancarlo Esposito (Ramon Cruz).

Agora, verdade seja dita. A segunda parte da primeira temporada, lançada este ano foi um fracasso. Todo o envolvimento que eu tinha estabelecido com os personagens se perdeu… O recuso de animação usado para alinhavar algumas histórias foi terrível. Introduziram o uso de drogas de uma forma completamente largada. Enfim. A série se perdeu.

Pois a Netflix confirmou que não fará uma segunda temporada de The Get Down. Tá certa! Ufa. Baz Luhrmann, que era o chefão do projeto publicou uma carta no Facebook se justificando:

“Quando me pediram para liderar as coisas em The Get Down, eu tive que adiar o compromisso de dirigir um filme por pelo menos dois anos. Esta exclusividade, compreensivelmente, tornou-se uma questão para Netflix e Sony, que têm sido enormes parceiras e apoiadoras da série. Fico muito triste em não poder me dividir em dois e conseguir ficar disponível para as duas coisas.”

“A verdade é que eu faço filmes. E o negócio com filmes é que, quando você os dirige, não pode haver nada mais em sua vida. Desde que The Get Down parou, eu realmente gastei os últimos meses preparando meu novo trabalho cinematográfico”.

 

GoT! Cersei quer ser a rainha da porra toda Chore com o extraordinário trailer de Extraordinário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.