Faz tempo que pra mim conhecer o mundo ficou mais divertido e curioso. Através dos programas do incrível chef Anthony Bourdain conheci comidas, culturas e até sofri junto alguns episódios de ressaca (Anthony Bourdain: No Reservations, que teve 5 temporadas e extras). Vietnã, Camboja, Índia, Coréia, Canadá, México… Até o Brasil passou pelo crivo do chef, que adorou a caipirinha e a feijoada.

Hoje, a CNN informou que Anthony Bourdain, morreu. A causa da morte? Suicídio.

Aos 61 anos, estava na França trabalhando em novo episódio de seu programa de TV, Parts unknown, que exatamente levava Bourdain para diferentes lugares do mundo explorando diferentes culturas culinárias. Esta série aclamada já ganhou 5 prêmios Emmy.

Bourdain foi encontrado morto hoje de manhã por um amigo, o chef francês Eric Ripert, em seu quarto de hotel, em Estrasburgo. Deixa uma filha, Ariane, de dez anos, fruto do seu segundo casamento com Ottavia Busia, de quem estava separado desde 2016.

Como autor, lançou seu primeiro livro Cozinha Confidencial em 2001. Entre histórias que revelam os bastidores de restaurantes em que ele trabalhou, em Nova Iorque e em Paris, ingredientes como drogas e sexo estavam presentes. Ele já havia tratado de alguma questões como essas em um artigo para revista New Yorker. No texto Don’t Eat Before Reading This , publicado em abril de 1999.

“Há uns anos, ouvi sem surpresa os rumores de um estudo que terá apurado que a profissão mais comum entre os prisioneiros do país antes de serem colocados atrás das grades é ‘cozinheiro’. Como muitos de nós no ramo da restauração sabemos, há uma tendência forte para a criminalidade nesta indústria, que vai desde o empregado que vende drogas com um beeper e um telemóvel até ao dono do restaurante que tem dois livros de contabilidade”

Em 2007, quando passou pelo Brasil para gravar uma edição de seu programa, falou à Folha de São Paulo sobre o tema drogas, aplicado à sua própria vida. O texto diz:

“Ele não hesita em revelar com sinceridade como se viciou e livrou da cocaína e, mais tarde, da heroína, usadas alucinadamente durante o preparo de bufês, ou durante e após o expediente. O álcool, no entanto, continua seu parceiro.”

 

ao que se sabe, deixou o vício principalmente de heroína nos anos 80. Em 2016, o apresentador esteve em Hanói. Bem no centro da capital do Vietnã, sentou-se em um restaurante pra lá de simples para comer e conversar com o então presidente americano, Barack Obama. Comeram um prato vietnamita de carne de porco grelhada, macarrão de arroz, verduras e cerveja de Hanói.

No Twitter um dos últimos posts do chef é um compartilhamento de Asia Argento, com imagens do chef aparentemente se divertindo com a equipe do programa:

Esse vídeo reúne algumas curiosidades sobre a personalidade de Bourdain:

Eita, Facebook. Eis que Robert De Niro manda não apenas um, mas dois FUCK TRUMP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.