A cerimônia em homenagem à memória de Kobe e Gianna Bryant aconteceu na noite de ontem. No Staples Center, casa do Los Angeles Lakers, estrelas do basquete, celebridades e anônimos presenciaram momentos de enorme emoção.

Tudo começou com Beyoncé, que interpretou duas faixas XO e Halo, acompanhada de um coral.

Alicia Keys também se apresentou em homenagem ao jogador e sua filha, mortos em um acidente de helicóptero. Keys tocou Sonata ao Luar, de Beethoven, e ainda tivemos Cristina Aguillera interpretando Ave Maria.

A viúva do jogador, e mãe de Gigi, Vanessa emocionou demais quando, em discurso, pediu para Kobe cuidasse de Gigi:

“Gianna Bryant é uma alma extremamente gentil, fofa, sempre respeitosa. Ela sempre me beijou, sempre me disse boa noite, mesmo nos piores dias. Ela sabia o quanto os seus beijos significavam para mim e me beijava todo dia. Ela era a menina do papai, mas ela amava muito sua mãe. Ela era uma das minhas melhores amigas”

“Gianna amava assistir a jogos da NBA com seu pai. Ela também amava assistir filmes da Disney com suas irmãs. Ela era competitiva como o pai e tinha um sorriso que cobria todo seu rosto, como o meu. Kobe costumava dizer que ela era eu. O seu sorriso era puro e genuíno, contagiante”

“Gigi sentia meu amor. Eu amava o jeito que ela me olhava durante os abraços e me contagiava com todo o amor. Eu a amava demais. Ela me amava demais. Eu sinto muito a falta dela. Sinto saudade dos beijos, das risadas, do seu sarcasmo. Gigi era um raio de sol, ela iluminava meu dia todo dia”

“Não seremos capazes de ver Gigi ir para o ensino médio, sair para encontros. Nunca vamos ensiná-la a dirigir. Eu nunca vou poder falar o quão linda ela estaria no dia de seu casamento. Nunca vou vê-la andar no altar, dançar com seu papai. Gigi provavelmente seria a melhor jogadora da WNBA. Ela escrevia artigos mostrando como a diferença de tratamento para a NBA e a WNBA não era justa. Eu tenho certeza que ela mudaria muito as coisas para as jogadoras da WNBA”

Muito emocionada, Vanessa Bryant também falou do pai, do marido que foi Kobe:

“Kobe era o MVP dos pais de menina, sempre as incentivava. Quando Kobe se aposentou, ele virou o motorista das meninas porque eu estava grávida e cuidando da recém-nascida. Eu nunca chegava atrasada, mas ele chegou um dia e não deixei passar. A partir de então, ele começou a chegar uma hora e vinte antes da saída das meninas”

“Kobe era conhecido como o grande lutador dentro das quadras, o melhor de todos os tempos, vencedor do Oscar e o Black Mamba. Mas, para mim, ele era KoKo. Eu era BooBoo. Eu não conseguia vê-lo como uma celebridade ou um jogador de basquete. Ele era meu marido, o excelente pai das minhas filhas. Ele era tudo para mim. A gente estava junto desde que eu tinha 17 anos. Fui sua primeira namorada, seu primeiro amor. Ele era um marido espetacular, mais do que posso descrever”

Além de Vanessa, a cerimônia contou com discursos do apresentador Jimmy Kimmel, de personalidades do basquete feminino que trabalharam com Gigi e que lhes eram referência no esporte. Michael Jordan subiu ao palco e contou o quanto era amigo, considerando Kobe um irmão mais novo:

“Todo mundo sempre quis conversar sobre as comparações entre a gente. Eu só queria falar sobre Kobe. Todos nós temos irmãos e irmãs mais novos que querem suas coisas novas, seus sapatos… mas depois isso passa a ser amor ao longo do tempo porque é admiração que eles têm por nós como irmãos mais velhos. Eles querem saber todos os detalhes da vida que estão por embarcar.”

“Kobe deu tudo de si. Deixou tudo na quadra (longa pausa para aplausos). Kobe e eu éramos amigos muito próximos. Quando o conheci melhor, quis ser o melhor irmão mais velho possível. Quando Kobe Bryant morreu, um pedaço de mim morreu. Descanse em paz, meu irmão mais novo – disse Michael Jordan ao encerrar seu discurso.”

Shaquille O’Neal, que jogou ao lado de Bryant nos títulos de 2000, 2001 e 2002 também contou sobre o relacionamento com o jogador e parceiro:

“Mamba, você foi tirado de nós muito cedo. O próximo capítulo da sua vida estava apenas começando, então agora é nossa missão levar seu legado adiante. Só saiba que estamos aqui. Eu prometo que vou ensinar para suas filhas todos os seus movimentos, mas pode ficar tranquilo que não vou ensinar meu lance livre”

Outras estrelas do basquete também estavam presentes, como Magic Johnson, Kareem Abdul-Jabbar e também Anthony Davis, Stephen Curry entre tantos muitos outros.

 

 

Harvey Weinstein culpado Coronavírus no Brasil : Informações oficiais do primeiro caso confirmado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.