Simaria deu entrevista ao Fantástico para falar de uma doença séria que a acometeu. A cantora emagreceu, se sentiu fraca, e investigando foi diagnosticada a tuberculose ganglionar.

A cantora se apresentou em um último show, em 9 de abril em Londrina, no Paraná, já bastante debilitada. No programa, o Dr David Uip explicou que esse tipo de tuberculose é uma consequência da tuberculose em sua forma tradicional, aquela contagiosa que chega a arrancar sangue nas tosses recorrentes dos doentes, que passam por longo tratamento em repouso e isolamento pela questão do contágio. Provavelmente, a cantora teve tuberculose e sem os sintomas clássicos, não percebeu nem se tratou, a doença voltou em sua forma ganglionar, um tipo não transmissível da doença, mas que exige tratamento mínimo de 6 meses.

A tuberculose se aproveita do sistema imunológico falho, no caso da cantora, pelo excesso de shows, viagens e falta de alimentação adequada.

“Desde os meus 14 anos até 35 anos eu trabalhei igual um burro de carga. Já cheguei a fazer três shows em uma noite. Quem tem vida assim? Isso é vida? Não quero mais fazer 30 shows por mês”

“Eu dormia três horas por noite. Mas o que mais mata a pessoa é a distância de um lugar para o outro. Porque é nessa distância que você não tem o que comer e eu acabava comendo sanduíche, porcaria no final do show.

Simaria deve retornar aos palcos em fim de julho

Harvey Weinstein preso Viva, Veveta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.