Ontem, a notícia da morte da escritora americana Toni Morrison repercutiu em todo mundo. Aos 88, a ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura de 1993 tinha admiradores como Oprah Winfrey e Barak Obama.

“Toni Morrison era um tesouro nacional, boa como contadora de história e cativante pessoalmente do mesmo jeito que em suas páginas. Sua escrita foi um belo e significativo desafio à nossa consciência e à nossa imaginação mortal. Que presente respirar o mesmo ar que ela, mesmo que apenas por um tempo.”

Após o que foi descrito como uma breve doença, Morrison veio a falecer no Centro Médico Montefiore, em Nova York. Em nota, a família disse:

“Apesar de sua morte representar uma tremenda perda, estamos gratos por ela ter tido uma vida longa e bem vivida”

Nascida em 1931, no estado de Ohio, nos Estados Unidos, Toni Morrison escreveu 11 romances, além de textos infantis e ensaios. Como protagonistas, as mulheres. Além de figurar entre as publicações mais vendidas, recebeu reconhecimento da crítica e chegou a vencer, com Amada (1987) um dos principais prêmios da literatura nos Estados Unidos, o Pulitzer. A história se transformou em filme, lançado em 1998. Oprah Winfrey produziu e protagonizou a história, vivendo Sethe, uma escrava fugitiva que tenta se ajustar à liberdade,

 

Quando laureada pelo Nobel, a obra de Toni Morrison foi descrita pela Academia Sueca assim:

 “Romances caracterizados por força visionária e teor poético, dá vida a um aspecto essencial da realidade americana”

Em seu discurso ao receber o prêmio a escritora disse:

“Nós morremos. Esse pode ser o significado da vida. Mas nós fazemos linguagem. Essa pode ser a medida de nossas vidas.”⠀

Aqui no Brasil, a editora Companhia das Letras lançou diversos títulos da autora, como Paraíso, O olho mais azul, Amor,
Amada, Quem leva a melhor? (infantil), Jazz, Compaixão e tantos outros. Em 2015, ela publicou seu último romance, o décimo primeiro de sua carreira, intitulado Deus Ajude Essa Criança. 

 

O chefão do badalado desfile da Victoria´s Secret se aposentou Cineminha? Simonal, terror e filme que trata de assédio no trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.