A notícia do falecimento da ativista social Sabrina Bittencourt chocou aqueles que acompanhavam seu trabalho, que entre tantas coisas expôs os abusos sexuais dos líderes religiosos João de Deus e Prem Baba. Tomei conhecimento de que algo estava acontecendo quando li, em seu Facebook, uma carta publicada no sábado a noite, claramente de despedida:

“Marielle me uno a ti. Somos semente. Que muitas flores nasçam dessa merda toda que o patriarcado criou há 5 mil anos! Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos. VOCÊS TERÃO MILHARES DE MÃES NO MUNDO INTEIRO. Minhas irmãs e irmãos na dor e no amor, cuidem deles por mim… ❤️ Eu sempre disse que era só uma pequena fagulha. Nada mais. Só pó de estrelas como todos. USEM A SUA PRÓPRIA VOZ. A SUA PRÓPRIA VONTADE. TOMEM AS RÉDEAS DE SUAS PRÓPRIAS VIDAS E ABRAM A BOCA, NÃO TENHAM VERGONHA! ELES É QUEM PRECISAM TER VERGONHA. Não aguento mais. Todas as provas, evidências, sistemas de apoio, redes organizadas e sobretudo, meu legado e passagem por aqui está entregue ou chegará às mãos corretas. As REDES DE APOIO AOS BRASILEIR@S FORAM CRIAD@S E SE EXPANDIRÃO NA VELOCIDADE DA LUZ! Não se desesperem. Dessa vida só levamos o mais bonito e o aprendido. Paulo Pavesi, eu sinceramente sinto muito pela morte do seu filho. Tenha certeza, que se eu soubesse da sua história na época, implicaria minha vida e segurança como fiz com centenas de pessoas. Damares, eu sei que você não teve tratamento psicológico quando deveria e teve sequelas, servindo de marionete neste sistema de merda que te cooptou, acolheu e com o qual você se sente em dívida o resto da sua vida. Não tenho dúvidas que você amou e cuidou da sua “Lulu” como gostaria de ter sido cuidada e protegida na sua infância, mas ela nao é uma bonequinha bonita que você poderia roubar e sair correndo... Giulio Sa Ferrari, eu te considerei um irmão e você sabia de todas as minhas rotas de fuga… eu vi em você a pureza de um menino que nunca foi notado por uma sociedade neurotípica que não entendia os neuroatípicos, mas reputação é algo que se constrói e não é de um dia ao outro. Gabriela Manssur, muito obrigada por me fazer ter esperança de que elas serão ouvidas e atendidas em suas necessidades. João de Deus, Prem Baba, Gê Marques, Ananda Joy, Edir Macedo, Marcos Feliciano, DeRose Pai, DeRose filho, todos os padres, pastores, bispos, budistas, espíritas, hindús, umbandistas, mórmons, batistas, metodistas, judeus, mulçumanos, sufis, taoístas, meus familiares, Marcelo Gayger, Jorge Berenguer, eu desconheço a sua infância e a sua criação pelo mundo, mas sei no meu íntimo que TODO MENINO NASCEU PURO e foi abusado, corrompido, machucado, moldado, castrado, calado, forçado a fazer coisas que não queria, até se converter talvez, cada um à sua maneira, em tiranos manipuladores (em maior ou menor grau) que ao não controlar os próprios impulsos, tentam controlar a quem consideram mais frágil e assim praticam estupros, pedofilia, adicções diversas… Eu sei, eu sinto, eu vi. Mas ainda assim, preferi SEMPRE ficar do lado mais frágil nesta breve existência: mulheres, crianças, idosos, jovens, povos originários, afrodescendentes, refugiados, ciganos, imigrantes, migrantes, pessoas com deficiência, gays, pobres, lascados, fudidos, rebeldes e incompreendidos… Essa vida é uma ilusão e um jogo de arquétipos do bem e do mal, de dualidades… desde que o mundo é mundo. Vivo num outro tempo desde que nasci e sempre senti que vivia num mundo praticamente medieval. Volto pro vazio e deixo minha essência em PAZ. Aos meus amigos, amadas e amantes, nos encontraremos um dia! Sintam meu amor incondicional através do tempo e do espaço. SIM e FIM.”

Sabrina Bittencourt teria cometido suicídio no sábado, segundo ativistas e fontes próximas à vítima. Na manhã do domingo, uma nota de falecimento emitida à imprensa confirmava a morte.

“O grupo Vítimas Unidas comunica com pesar o falecimento de Sabrina de Campos Bittencourt ocorrido por volta das 21h deste sábado, 02 de fevereiro, na cidade de Barcelona, na Espanha, onde vivia. A ativista cometeu suicídio e deixou uma carta de despedida relatando os porquês de tirar sua própria vida. Pedimos a todos que não tentem entrar em contato com nenhum integrante da família, preservando-os de perguntas que sejam dolorosas neste momento tão difícil. Dois dos três filhos de Sabrina ainda não sabem do ocorrido e o pai, Rafael Velasco, está tentando protege-los. A luta de Sabrina jamais será esquecida e continuaremos, com a mesma garra, defendendo as minorias, principalmente as mulheres que são vítimas diárias do machismo. Agradeço o apoio de todos”

O comunicado foi assinado por Maria do Carmo Santos, presidente da ONG Vitimas Unidas, com a qual Sabrina trabalhava.  No próprio dia 02, Sabrina havia feito este post no Facebook, denunciando:

“Confirmo que Sandro Teixeira [filho de joão de Deus] tem ameaçado nossas testemunhas, coagido, entrado na casa das pessoas, proíbe que falem comigo, Maria do Carmos Santos e Vana Lopes, do Grupo Vítimas Unidas. Estamos protegendo várias destas vítimas e testemunhas. Além de oferecer pedras preciosas, eles vêm reiteradamente oferecendo casas do programa Minha Casa Minha Vida em Itapaci-GO que foram “presenteadas” por políticos e facilitado para parentes, laranjas, funcionários e matadores da quadrilha de João de Deus.”

Sabrina também publicou esse vídeo, que fala sobre as ações da COAME e da ONG Vítimas Unidas:

O Consulado Brasileiro em Barcelona foi procurado por muitos da imprensa, e afirmou que não poderia dar informações sobre nenhum residente brasileiro sem prévia autorização dos familiares. Seu filho, Biel Baum vem se manifestando através de sua página no Facebook, e dá conta de que sua mão morreu no Líbano:

“Que merda vocês pensam que são pra pedir o corpo da minha mãe? SEUS LIXOS! Autoridade, médico, professor, líder religioso, embaixador, policial, nenhum que ela conheceu respeitou seu corpo e suas vontades. Jornalistas abutres que servem os interesses desses empresários, fazendeiros, políticos, juízes, desembargadores corruptos, a gente sabe bem quem é quem! Minha mãe tem uma lista com os melhores 86 jornalistas do mundo que trabalhavam com ela. Vocês acham mesmo que depois da minha mãe ser anarquista a vida toda, de ter doado tudo o que ela tinha para quem precisava, de passar uma parte da vida fugindo, dormindo em sofá na casa dos amigos, de ter dores insuportáveis, de se recusar a colocar veneno – quimio, leite, carne, roupas feitas por escravos no corpo, nós vamos permitir que vocês achem que podem sequestrar o corpo dela morto para o sistema? Vocês acham que a gente precisa de uma porra de um papel que diga que ela morreu e que pode ser usado pra localizar a gente a qualquer momento?Vocês não entenderam nada! Vocês não conhecem a minha mãe e toda a nossa família. Vocês acham que vamos permitir que dois youtubers vagabundos (YOUTUBE CADÊ SUA RESPONSABILIDADE SOCIAL???) que passam o dia coçando a porra do saco só destilando ódio em todas as ativistas feministas, enquanto suas esposas e ex-esposa trabalham, um (Paulo Pavesi) que não paga pensão pra filha e vive de doação para disseminar ódio entre devotos fanáticos dos estupradores de criança que minha mãe ajudou a botar na cadeia e outro que é um pseudo-cineasta nutricionista fracassado dono de pet shop vendedor de piscina que não entrega que tem uma porrada de denúncias no Texas na área de direito do consumidor e se diz amigo do FBI que trata vítimas que ninguém conhece e que minha mãe teve pena porque se diz autista (Giulio Sa Ferrari) acham mesmo que a gente vai aceitar essa provocação??? Pede arrego pra Damares Nazaré que rouba crianças que ela é mais fácil que ajudem vocês que deve ter pedido pro Itamaraty que não tem o que fazer mandar buscar o corpo da minha mãe como troféu para os novos Embaixadores lambe saco de Bolsonaro. VAZANDO da nossa vida! Ela deve estar rindo e entrando como ventania no quarto de vocês esta madrugada. Vocês terão pesadelo todos os dias com a minha mãe. E quando eu chamo pela minha mãe em qualquer lugar do mundo do tempo do espaço ela entra com tudo! Ela é filha de Oyá. Dancem muito por ela que ela tá livre e agora eu tenho MILHARES DE MÃES E PAIS PRA DEFENDER A MIM E MEUS IRMÃOS. VOCÊS ESTÃO FUDIDOS. NINGUÉM SOLTA A MÃO DE NINGUÉM! SOMOS IMPARÁVEIS. MARIELLE E MINHA MÃE PRESENTES PARA SEMPRE! #SABRINAPRESENTE #MARIELLEPRESENTE”

A história de abuso:

Sabrina nasceu em família mórmon, e foi abusada desde os 4 anos por integrantes da igreja frequentada pelos pais e avós. Chegou a ficar grávida de um de seus estupradores, e abortou. Adulta, foi uma das criadoras da plataforma Coame, de Combate ao Abuso no Meio Espiritual.  Alvo de ameaças de morte, ela vivia fora do Brasil, em destino incerto.

Ultimas Ações:

Em janeiro, Sabrina apresentou mais denúncias ao Ministério Público sobre o suposto envolvimento de João de Deus em casos de tráfico internacional de bebês e escravização de mulheres.

De acordo com pessoas que trocavam mensagens com Sabrina, ela estava apavorada. O youtuber Felipe Neto, que envolveu a ativista na orientação da Mc Melody, foi quem detalhou:

“A maior ativista do Brasil, Sabrina Bittencourt me ligou ontem aos prantos por não aguentar mais a dor e a pressão das ameaças de assassinos que a perseguiam pelo mundo. Ela denunciou o esquema do João de Deus e o colocou na cadeia. Denunciou e acabou com Prem Baba. Passou 20 anos trabalhando para ajudar jovens e mulheres vítimas de abusos pelo mundo. Ontem, após uma de suas testemunhas protegidas ter o abrigo invadido em Londres por matadores de aluguel, Sabrina me ligou aos prantos, sem saber mais o que fazer. Ela só queria ajudar, mas o mal guiado por milicianos, políticos no poder nesse momento e líderes religiosos poderosos, conseguiu vencer.

Tentei o que pude, mas Sabrina não aguentava mais a luta. Ela mudava de país clandestinamente toda semana para fugir dos que a queriam morta. Há uma semana, um sujeito começou uma campanha para destruir a reputação de Sabrina, alegando que seria viciada em drogas e esquizofrênica e por isso nenhuma de suas denúncias deveria ser levada a sério. Seus filhos tinham que fugir constantemente de matadores. A invasão da casa de uma de suas protegidas, as ameaças constantes e a pressão de não ter mais vida além de fugir e denunciar fez com que ela me ligasse. E infelizmente não fui capaz de impedir.
Sabrina ontem tirou a própria vida. O que ela deixou não foi apenas um legado de uma luta contra líderes religiosos abusadores e chefes de quadrilhas de assassinatos, tráfico de crianças e sequestros. Ela tb deixou todas as pistas, testemunhas e cartas nas mãos da justiça. Eu não posso detalhar, não posso ter esses indivíduos atrás de mim, não sou forte como a Sabrina, mas peço, do fundo do coração, q vocês procurem saber quem foi Sabrina Bittencourt, quem ela botou atrás das grades e quem ela estava denunciando antes de morrer. São pessoas poderosas, que hj estão no controle e que conseguiram silenciar a nossa heroína.
Minha dor está imensa. O sentimento de impotência e não ter conseguido salvar sua vida é indescritível. A única coisa que me consola é que Sabrina não morreu de verdade, pq o que ela fez em vida perdurará para sempre. Vá em paz, Sabrina, encontre aquilo que você nunca teve nesta Terra: tranquilidade. Você merece”

Paulo Pavesi seria o homem que a estaria perseguindo. Um guia que trabalha na Casa Dom Inácio de Loyola e que estaria a buscando e também espalhando fake news sobre ela:

Nina Lemos tratou em seu blog de uma outra questão polêmica. O aparecimento de uma foto da ativista, no sábado, com a marcação de localização em Angola. Quem publicou a imagem foi um amigo próximo da ativista, o cineasta Anderson Lago, de 40 anos. Ao Universa, ele contou que a postagem fazia parte de uma estratégia que Sabrina:

“Ela estava recebendo ameaças e, por segurança, sugeriu que todos os dias algum amigo publicasse uma foto com ela em algum lugar do mundo. A foto que postei é, na verdade, de 2014. Eu troquei o fundo pela imagem da exposição que, de fato, inaugurou ontem na Angola. Pela estratégia, nós relacionaríamos todas as fotos a algum acontecimento atual da cidade em questão”

Um post da atriz Ingrid Guimarães, lamenta a morte da ativista e conta que planejava interpretá-la nos cinemas:

Paulo Pavesi entrou em contato com este blog através da área dos comentários em maio de 2019:

“Paula Carvalho. Sou Paulo Pavesi. Sabrina está viva no exterior. Eu te concedo 24 horas para retirar o post antes de tomar providências civis e criminais.”

Importante ressaltar que no texto não existe acusação contra ele, apenas a narrativa encontrada por diversas publicações na internet. Assim, fica registrada a versão.

Saiba o que indica o trailer da terceira temporada de Handmaid´s Tale Teve Marron 5, mas e se fosse Rihanna?

One thought on “Sabrina Bittencourt: SIM e Fim.”

  1. Paulo Airton Pavesi

    Paula Carvalho. Sou Paulo Pavesi. Sabrina está viva no exterior. Eu te concedo 24 horas para retirar o post antes de tomar providências civis e criminais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.