Vamos começar pela continuidade de It? A adaptação do livro de horror escrito por Stephne King ganha sua segunda parte nesta quinta. a história se passa 27 anos depois da trama inicial, quando o Clube dos Otários tiveram seu primeiro encontro com o palhaço Pennywise. Em It: capítulo dois, esse ser demoníaco está de volta e como prometido pelos jovens lá atrás, eles devem se unir e tentar acabar com  ele.

A primeira parte de It, lançada há dois anos, arrecadou arrecadou mais de US$ 700 milhões de dólares em todo o mundo e bateu nas bilheterias mundiais filmes como O sexto sentido (1999) e O exorcista (1973). Então, podem aguardar capricho focado em retorno nessa segunda parte que segue com Andy Muschietti (Mama, 2013) na direção, agora elenco adulto muito forte. Temos James McAvoy (filmes “X-Men”, “Fragmentado”, “Vidro”) como Bill, a indicada ao Oscar Jessica Chastain (“A Hora Mais Escura”, “Mama”, “A Grande Jogada”) como Beverly, Bill Hader (série de TV “Barry”, “Irmãos Desastre”) no papel de Richie, Isaiah Mustafa (“Caçadores de Sombras”) como Mike, Jay Ryan (série de TV “Mary Kills People”) interpretando Ben, James Ransone (série de TV “The Wire”) como Eddie, e Andy Bean (“Swamp Thing”, “A Série Divergente: Convergente”) como Stanley.

E os medos que moviam as crianças? Seguem sendo gatilho de controle para esse palhaço do capeta? E qual a história de Pennywise?

Bruno Fava do Direto do Freakpop, live semanal do Canal Milk Shake, teve a honra de conversar com Barbara e Andy Muschietti, a produtora e o diretor de IT: Capítulo Dois. Eles falaram sobre como foi trabalhar com o autor Stephen King, com um elenco adulto incrível e ainda sobre os medos trabalhados no filme e tantas outras coisas:

Também estreia hoje a animação Corgi Top Dog. Não sei se vocês sabem, mas a rainha da Inglaterra é muito fã dessa simpática raça. No filme, o corgi Rex é o cachorro preferido da rainha. Ali, no Palácio de Buckingham, ele vive o melhor do conforto, cercado por outros cachorros. Toda essa posição privilegiada muda a partir da visita de Donald Trump à Inglaterra… Rex se envolve numa confusão, acaba abandonando o Palácio se aventurando por Londres, onde conhece uma crush. Agora, nosso corgi terá de conquistar o mozão e ainda retornar para seu lar, nos braços da rainha.

Fechando as dicas, segundo trabalho de Gael García Bernal como diretor. Gael tem vasta carreira no cinema. Desde Amores brutos (2000), de Alejandro González Iñáritu, estrelou produções de Pedro Almodóvar (Má educação), Michel Gondry (Sonhando acordado), Jim Jarmusch (Os limites do controle), e mesmo filmes de brasileiros como Walter Salles (Diários de motocicleta) e Fernando Meirelles (Ensaio sobre a cegueira).

Chicuarotes estreou no último Festival de Cannes, e mostra a vida de dois jovens morados de San Gregorio Atlapulco, um dos mais pobres distritos da região metropolitana da Cidade do México. Chicuarote é basicamente uma pimenta forte mexicana, mas o termo se aplica também para adjetivar pessoas destemidas. Na produção os jovens vivem de furtos e golpes, na esperança de deixarem a região para uma vida melhor.

 

Churrasco de baleia? Scarlett Johansson <3 Woody Allen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.