No início deste mês de novembro, a secretária-executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCC), Patrícia Espinosa, anunciou que a Conferência Sobre Mudanças Climáticas da ONU será realizada em Madrid, Espanha. Anteriormente, a COP25 teria Santiago, no Chile, como sede – o local foi alterado por conta da intensificação das manifestações populares contra o governo chileno. A data também sofreu alterações, sendo antecipada em quatro dias – o novo período para a Conferência é de 2 a 13 de dezembro.

Em dezembro do ano passado, o presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou – antes mesmo de assumir o governo – que o Brasil não receberia o encontro internacional por falta de recursos.

Pelo Instagram, a ativista sueca Greta Thunberg comunicou logo após o anúncio do novo local da CP25 que estava em busca de uma carona para voltar à Europa – exclusivamente pelo mar, uma vez que a jovem não anda de avião por conta de seu compromisso pessoal estabelecido com o clima. No post publicado, a ativista diz:

“Como a #COP25 foi oficialmente transferida de Santiago para Madri, precisarei de ajuda. Acontece que eu viajei metade do mundo da maneira errada. Agora preciso encontrar uma maneira de atravessar o Atlântico em novembro… Se alguém pudesse me ajudar a encontrar transporte, ficaria muito grata. Sinto muito por não poder visitar a América do Sul e a Central desta vez. Estava tão ansiosa por isso. Mas é claro que isto não é sobre mim, minhas experiências ou para onde desejo viajar. Estamos em uma emergência climática e ecológica”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *