A nutricionista Raquel Labonia, da Well Move, de São Paulo, afirma que aproveitar os alimentos por inteiro, isto é, além da parte convencional, aquela que já estamos acostumados a comer, mas também suas folhas, talos e cascas, é benéfico para o meio ambiente. “Quando consumimos os legumes, frutas e vegetais por inteiro, acabamos gerando menos resíduo e desperdiçando menos comida. Quem não costuma fazer compostagem e joga resíduo orgânico no lixo comum obriga o meio ambiente a lidar com esse material. Então, aproveitando os alimentos integralmente, poupamos que o meio ambiente tenha esse trabalho a mais”, explica.

Labonia conta que, no dia a dia de seu trabalho, o que mais vê são folhas não-convencionais de alguns alimentos, principalmente beterraba, cenoura, rabanete, brócolis e couve-flor, sendo desprezadas. “Na feira, a gente já encontra os alimentos somente com as partes convencionais à venda, como só o bulbo da beterraba ou só a flor do brócolis. Mas basta prestar atenção: as folhas e os talos normalmente estão atrás das barracas. O que acontece é que os feirantes cortam esse alimento e descartam o que não é usualmente apreciado pela população. Mas a verdade é que eles são perfeitamente consumíveis, e servem para fazer salada, refogados, recheios de tortas, sucos, sopas… Existem muitas possibilidades. Mas muita gente não sabe e, muitas vezes, têm preconceito de provar”, analisa.

Para ela, a solução é disseminar informação e apoiar iniciativas que ensinem as pessoas a aproveitarem integralmente os alimentos: “Quanto mais passamos a informação adiante, mais pessoas vão aderindo ao costume. Eu trabalho com isso e vejo que muita gente não sabe que pode comer outras partes dos legumes e dos vegetais, por isso tem tanto receio. Para evitar o desperdício de alimentos é necessário, acima de tudo, uma mudança de hábito de consumo”.

A nutricionista aproveita então para ensinar uma receita que leva uma dessas partes não-convencionais dos alimentos. Acompanhe aqui:

PESTO COM FOLHAS DE CENOURA

INGREDIENTES
1 xícara de chá de folhas de cenoura (sem os cabos e preferencialmente orgânicas)
6 colheres de sopa de azeite extravirgem
1 dente de alho grande
1/4 de colher de chá de sal
3 colheres de sopa de oleaginosas da sua preferência (castanha do Pará, castanha de caju ou nozes)

MODO DE PREPARO
Em um processador, coloque as folhas de cenoura, azeite, alho e sal e processe até estar tudo bem misturado. Adicione as oleaginosas e processe até tudo estar picado e misturado. Prove e ajuste os temperos. Sirva imediatamente ou deixe os sabores apurarem na geladeira por algumas horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *