A gordura ou o óleo utilizado no preparo de diversos alimentos, seja em casa ou nos estabelecimentos comerciais, como bares e restaurantes, pode ser extremamente prejudicial ao meio ambiente se não for descartada da maneira correta, isto é, se for jogada na pia ou pelos ralos.

É de conhecimento de todos que o óleo não se dissolve na água. Ou seja, quando o resíduo vai parar em mares e rios, por exemplo, forma uma espécie de “filme” na superfície, causando descontrole do oxigênio e, consequentemente, a morte de peixes e outras espécies. Cada litro de óleo lançado indevidamente no sistema de drenagem urbana é capaz de contaminar até 25 mil litros de água. Em contato com o solo, há ainda mais contaminação e sujeira.

Já quando entra no sistema de coleta de esgoto, aquele óleo que foi lançado na pia, no vaso sanitário ou no ralo gruda nas paredes das tubulações e bloqueia a passagem de outros materiais que passam por ali, podendo causar a obstrução e o refluxo do esgoto para dentro do imóvel. Ou ainda, em casos mais graves, a quebra do sistema público de esgotamento.

A Sabesp conta, desde 2007, com o PROL – Programa de Reciclagem do Óleo de Fritura, que recebe óleo usado e armazenado em garrafas PETs em escritórios regionais e agências, além de alguns endereços parceiros, como supermercados e shoppings. A relação completa está disponível no site da companhia, no menu “Meio Ambiente”, dentro da aba “Reciclagem de Óleo“. Desde 2015, só na Região Metropolitana de São Paulo foram coletados 850,7 mil litros do resíduo que, quando reciclado, pode virar sabão ou até biocombustível.

O processo correto de descarte do óleo funciona da seguinte maneira: após utilizar o produto, é necessário esperar que ele esfrie por cerca de meia hora. E então, com ajuda de um funil, o material deve ser despejado em uma garrafa de plástico e, esta, fechada bem, para que sejam evitados vazamentos, odores e entrada de insetos. Por fim, quando uma boa quantidade for armazenada, as garrafas podem ser levadas a um ponto de coleta.

Além de reciclar o óleo utilizado, a companhia recomenda que sejam instaladas nos imóveis Caixas Retentora de Gordura, que retém o óleo despejado na pia, diretamente ou misturado com a água da lavagem de louças. O equipamento, que é obrigatório em bares e restaurantes, também é indicado para as residências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *