Comida, água, petiscos, passeio, casinha… Os cuidados com os animais domésticos são muitos. Mas e em relação às fezes desses PETs? Quais são os cuidados necessários?

Segundo informações da Sabesp, as fezes dos gatos e cachorros são até três vezes mais poluentes do que a dos humanos. Isso quer dizer que, se descartadas de maneira incorreta, elas podem provocar impactos negativos ao meio ambiente. Um cão de tamanho médio excreta cerca de 125 quilos de fezes por ano. Imagina o que acontece se todo esse material for parar nos lixões…

O primeiro cuidado é básico: se você está passeando com seu animal na rua e ele evacuou, recolha o material na mesma hora. Deixá-lo ali é anti-higiênico e prejudicial à saúde de quem passa por perto, inclusive de outros animais. Mas não adianta voltar pra casa com essa sacolinha plástica cheia e depositá-la na lata do lixo – o conteúdo obviamente não é reciclável e, por isso, o aterro sanitário será seu destino final. E lembre-se: o produto é altamente poluente.

Assim como acontece com os humanos, os dejetos dos animais devem descer pelo vaso sanitário, para que passem pelo tratamento da Sabesp e tenham a destinação correta. No caso dos gatos, que normalmente fazem suas necessidades em caixas de areia, não é recomendado recolhê-las direto da caixinha e depositá-las no vaso – a areia, mesmo em grãos finos, pode entupir o encanamento. A dica para quem tem um felino em casa é apostar em areias ecologicamente corretas. Feitas exclusivamente com ingredientes naturais, elas são biodegradáveis e, por isso, podem ser jogadas pelo vaso junto das fezes do bichinho.

Curiosidade: Nos Estados Unidos, há um projeto chamado Park Spark, de Cambridge. Na cidade, as fezes dos animais domésticos são recolhidas em sacolas biodegradáveis e jogadas em biodigestores instalados em parques públicos, para que os produtos sejam futuramente utilizados em equipamentos no próprio parque, uma vez que a queima do metano vira fonte de energia e supre necessidades energéticas do local, como a luminosidade de postes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *