Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, em 2018 o Brasil figurava como o terceiro país com o maior mercado estético do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da China, que detém 16,5% e 10,3% do consumo mundial, respectivamente.

Mas você já parou para pensar o quanto os hábitos de beleza e os cuidados diários com a pele e os cabelos podem afetar o meio ambiente?

A produção convencional de cosméticos utiliza mais de 10 mil POPs, isto é, Poluentes Orgânicos Persistentes, substâncias que são super resistentes à degradação e que, por isso, acabam permanecendo no ambiente por muito tempo. Esses poluentes presentes nos próprios produtos são só a base dos danos ambientais que costumam acompanhar essa história. O enorme volume de resíduos plásticos envolvidos na fabricação desses itens é outro problema – a maior parte das embalagens, como de shampoos, sabonetes líquidos, cremes hidratantes e maquiagens, é feita a partir do material.

Falando agora da própria composição dos produtos, uma série daqueles produtinhos presentes nos nossos banheiros, como sabonetes e esfoliantes, possuem microesferas de plástico que, após o banho ou uma simples lavagem de rosto, acabam descendo pelo ralo do box ou pela pia e, por não se dissolverem, poluem rios e oceanos. Os esfoliantes industriais, inclusive, foram proibidos em diversos países, como os Estados Unidos, justamente por conta dessa questão.

O problema segue na hora da maquiagem. Alguns acessórios usados nesses cuidados, como algodão, cotonete e esponjas, também costumam ser descartados de forma incorreta e aumentam ainda mais o volume de lixo doméstico.

Mas o que você pode fazer para minimizar esses danos? Confira três dicas simples:

1. Abandone os esfoliantes industriais e aposte em produtos naturais que possuem o mesmo poder. A esfoliação facial e corporal pode ser feita com ingredientes que você provavelmente já tem em casa, como pó de café, açúcar, bicarbonato de sódio e aveia. Todos eles, se misturados em uma pequena quantidade de água, resultam em produtos com alto potencial esfoliante.

2. Discos de algodão também possuem alternativas sustentáveis. Hoje em dia já é fácil encontrar em feiras e lojas de produtos artesanais os chamados eco pads, que são discos feitos de crochê. Eles podem ser usados para espalhar a maquiagem, como a base ou o pó, e ainda para retirá-la. Depois de alguns usos, é só lavar, deixar secar e utilizar outra vez.

3. Pense bem antes de investir em uma nova embalagem. Muitos produtos que você tem em casa vieram em potinhos de vidro que, depois de lavados, podem perfeitamente abrigar novas fórmulas. E isso vale para coisas que você tem em qualquer parte da casa – aquele pote de pó de café que está na cozinha, o vidro de xarope que está na gaveta de remédios, o potinho do remédio de dor de cabeça… tudo isso pode ser reaproveitado. Quando você fizer seu produto de beleza natural, por exemplo, deixe a experiência 100% sustentável e aposte na reutilização de embalagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *