As viagens sustentáveis têm figurado como uma preocupação das gerações mais novas, trazendo este debate para outros públicos que constantemente visitam outros destinos.

 

Viajar praticando a sustentabilidade é realmente um desafio. Neste mundo globalizado, com milhares de voos percorrendo os céus por minuto, muita energia e recursos naturais são gastos para manter estruturas e atrações turísticas funcionando.

A pegada ecológica que deixamos em viagens é uma realidade inegável. É um assunto que tem ficado bastante em voga nos últimos tempos, principalmente entre as gerações mais jovens. Mas, será que é mesmo possível ser um viajante ao mesmo tempo em que viajar é cada vez mais comum?

Te digo que esta preocupação já é o começo do caminho e que há, sim, diversas formas de ajudar o planeta, inclusive viajando. Confira as dicas para fazer suas próximas viagens com mais conexão com a natureza, e menos poluição e produção de lixo:

1 – Respeite a natureza

Essa é uma dica bem óbvia, mas vale sempre reforçar: temos que ter total respeito à natureza e aos animais que vivem no lugar que estamos visitando. Por isso, devemos prestar muita atenção ao fazer passeios que envolvem a fauna e flora locais. Ao fazer trilhas ou passar por lugares de vegetação preservada, procure caminhar onde já existe demarcação, e respeite os limites de transpasse.

Outra questão super importante envolve os animais. A natureza é o lar deles, e é grosseiro deixar sujeira na casa dos outros, não é mesmo? Por isso, cuide de tudo que levar consigo, e jamais deixe lixo para trás. Também não os alimente, nem interaja com a vida selvagem muito perto, mesmo que seja dócil. O melhor a se fazer é observá-los de longe, admirando suas características e respeitando-as na mesma medida.

Bonito é um exemplo de destino que dá um show no ecoturismo, com paisagens conservadas incríveis e rios super limpos. Confira mais sobre a cidade:

 

2 – Reduza os itens descartáveis

Essa dica, na verdade, é uma daquelas que sempre vemos, e que pode ser aplicada em qualquer momento da vida, não somente durante as viagens. Evitar o uso de plástico é uma prática necessária, já que segundo a ONU, em 2050 haverá mais plástico do que peixes no mar se não reduzirmos o nosso consumo.

Já parou para pensar em quantos copinhos, garrafas, garfos, facas, canudos, embalagens, tampas e todo o resto, que descartamos todos os dias? É uma quantidade imensurável. Parte dela acaba nos oceanos e pode acabar consumida pela vida marinha. E, muitas vezes, pode voltar até ao seu prato, já que a pesca de arrasto nos oceanos é comum.

Agora, imagine se uma boa parcela da sociedade cria consciência, e passa a andar com o próprio copinho reutilizável na bolsa, deixa o canudo de lado, opta por uma escova de dentes ecológica, recusa o saquinho do supermercado e usa a ecobag no lugar… o lixo seria reduzido consideravelmente, não concorda?

Pensando nisso, a rede de hotéis de luxo Mandarin Oriental está desenvolvendo um projeto para reduzir a utilização dos plásticos de uso único em todas as suas propriedades – e não somente os que o hóspede enxerga, como também os que são usados nos bastidores do serviço hoteleiro. O objetivo é substituir todo material com essas características até março de 2021. Uma atitude sustentável inovadora, e modelo para outras redes.

Confira alguns hotéis Mandarin Oriental pelo mundo para te ajudar a escolher o próximo destino:

Hotéis de luxo pretendem eliminar o uso de plástico descartável até 2021. Foto: Mandarin Oriental

 

 

3 – Escolha bem o transporte

A maioria dos tipos de transporte que você utiliza deixa um gasto de carbono no mundo – seja de avião, navio, ônibus ou carro. Uma dica para ser mais ecológico nesse quesito é buscar por voos diretos e fazer malas mais leves (pois quanto mais pesadas, mais combustível é gasto no transporte).

Já no destino, procure ficar hospedado próximo dos lugares que pretende visitar. Assim você pode caminhar pela cidade, e não poluir mais o ambiente com carros ou ônibus. Caso precise ir mais longe, que tal apostar numa bicicleta, ou ir de metrô? São alternativas válidas, mais limpas e também mais baratas do que ter um veículo alugado à disposição (o bolso e o meio ambiente agradecem! rs).

A Alemanha e a Holanda são bons destinos para uma viagem mais ecológica, repletos de alternativas de transporte, restaurantes e hotéis sustentáveis, e cidades lindas para conhecer a pé. Confira dicas:

 

 

4 – Vá para destinos menos turísticos

Grandes massas de viajantes visitando o mesmo lugar durante a alta temporada não é uma boa ideia. Ninguém aproveita direito nessa situação: o trânsito piora, os locais ficam lotados, muito lixo é produzido e jogado nas ruas, entre outros problemas que podem acontecer em destinos super procurados.

Por isso, anote essa dica: vá para lugares menos turísticos. Além de serem destinos exóticos que poucas pessoas conhecem, você vai ter a garantia de estar num ambiente mais tranquilo, já sabendo que vai aproveitar melhor. Não vai perder tempo parado no trânsito, vai ter tranquilidade nas lojas e restaurantes… enfim! Pode apostar nessa alternativa, que vai ser um sucesso.

A Costa Rica é um destino que incentiva, cada vez mais, o turismo sustentável e tem paisagens incríveis:

 

Vulcão Arenal, na Costa Rica. Foto: Virginia Falanghe

 

 

 

5 – Faça viagens mais lentas

Esse assunto já foi abordado aqui no blog, que são as viagens chamadas de slow travel. Que tal aproveitar as suas férias para mergulhar numa cultura diferente, aprender sobre costumes específicos, sobre a história do lugar e experimentar o estilo de vida dos povos locais?

Com certeza este é um estilo de viagem muito mais sustentável do que uma ida rápida a outro país, ou se comparado àqueles roteiros super recheados de vários destinos em poucos dias. Fazendo uma viagem mais devagar, você aproveita melhor o lugar, conhece mais afundo as características únicas e especiais de cada, e enriquece mais sua bagagem cultural. Uma boa, não é?

Que tal curtir algumas cidades aqui do Brasil? Assim, a viagem sai mais em conta e você pode optar por algumas pousadas com bom custo-benefício para se sentir em casa:

 

6 – Valorize os produtores locais

Essa é outra dica bastante válida também para o lugar onde moramos: busque sempre valorizar os produtores locais. Em viagens, essa recomendação é especialmente válida, pois comprando os itens feitos artesanalmente por moradores locais, você ajuda a fomentar a economia, e adquire um produto de riqueza cultural imensa. Aliás, é muito mais tocante dar lembrancinhas que têm um significado, não é? Por isso vale a pena apostar no artesanato na hora de comprar aquele presentinho para os parentes.

Outra dica nesse âmbito é consumir também os alimentos típicos, produzidos na região que você está visitando. Ao invés de comer em grandes redes de restaurantes fast food, que tal apostar num lugar tradicional que está cheio de moradores locais? Você pode conhecer mais os costumes, provar uma comida bem típica com novos sabores, e quem sabe até não descobrir mais sobre a história com os nativos? E tem, ainda, mais uma vantagem: vai ser uma refeição mais saudável, com certeza. Essa sim é uma situação ganha-ganha! rs

O Brasil tem um Mapa do Turismo Sustentável com algumas atitudes ecológicas do turismo. Temos uma diversidade cultural tão rica, que vale a pena descobrir costumes de diferentes cantos do país. Algumas sugestões para você conhecer:

7 – Faça passeios mais naturais

Por fim, a recomendação é, realmente, ir para áreas mais naturais e ter mais contato com o meio ambiente durante as viagens. É claro, tudo com muita consciência, sem poluir, deixar lixo, ou prejudicar os animais que vivem na região visitada. Aposte em passeios de trilha, visite rios, conheça florestas preservadas e observe a riqueza da flora ao seu redor. Nosso planeta é demais – e por isso o esforço para preservá-lo é tão importante.

Vale super a pena tirar uns dias de férias para recobrar as energias em meio à natureza, e existem destinos incríveis para uma viagem bem interessante seguindo essa premissa. Na costa oeste dos Estados Unidos, parques nacionais e lagos maravilhosos te esperam para uma trip bem natural. O Canadá também tem ótimos locais para ter mais contato com o meio ambiente.

Veja algumas dicas dos destinos:

Montanhas rochosas do Canadá. Foto: Virginia Falanghe

A maior parte das dicas, na realidade, não são aplicáveis somente quando estamos viajando. Existem muitas práticas que a gente pode começar a fazer nas nossas próprias cidades, buscando reduzir a pegada ecológica que deixamos no mundo.

O ano de 2017 foi designado, pela ONU, como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. Mas esse movimento não precisa ficar esquecido no passado – pode, sim, estar presente no nosso dia a dia constantemente.

E você, já faz algo para ser mais sustentável? Procura viajar sendo consciente também? Conta pra gente o que você achou dessas dicas!

Virginia Falanghe

https://dicasdeviagem.com

Jornalista, apaixonada por viagens, natureza, aventuras e em compartilhar dicas para ajudar mais pessoas a viajarem mais e melhor. Quando não está viajando, está lendo, escrevendo ou falando sobre destinos do Brasil e do mundo. Gosta de conhecer a fundo cada lugar, por isso não acredita em contá-los. Já pisou nos cinco continentes e fez algumas paradas longas para morar na Austrália, Estados Unidos, Canadá e Portugal. Atualmente, mora em São Paulo e escreve dicas de viagens no site da Jovem Pan, integra a equipe do programa Mulheres da Pan como especialista em turismo e também é editora-chefe dos sites Dicas de Viagem e Viva o Mundo.  Uma boa leitura e ótimas viagens.