Toy Story 4 já está disponível no Amazon Prime Video.

Em 2019, a Pixar-Disney nos presenteou com o quarto filme de uma das melhores sagas do estúdio: Toy Story. Com novos personagens e um Woody mais maduro, a trama nos leva para uma nostalgia que me marcou: a primeira boneca.

Pois é, chego aqui no Mulheres da Pan falando de animação que, teoricamente, é uma dica para toda a família?! Sim e não. Aproveitei a chegada do longa no Amazon Prime Vídeo para relembrar o quanto Toy Story 4 pode mexer com a mulherada.

Antes, a trama…

Woody e os brinquedos vão viajar com a família de Bonnie. Garfinho – o novo toy favorito de Bonnie, se nega a aceitar que é um brinquedo, já que foi feito de ” lixo” na aula de artes da pequena. Ao tomar vida, ele não aceita sua existência e no meio da viagem acaba fugindo. Ao resgatá-lo, Woody chega em uma pequena cidade onde Garfinho é aprisionado por Gabby Gabby, uma boneca vintage que sonha em ter uma dona. Para entregar o brinquedinho de Bonnie, Woody terá que dar à Gabby Gabby seu sistema de voz para que ela fique perfeita e consiga chamar atenção das meninas.

Buzz também está atrás de Woody nessa confusão, mas acaba se envolvendo com dois pelúcias chamados Patinho e Coelhinho. Em uma jornada repleta de ação e emoção, surge em tela Betty que também ajudará os brinquedos no resgate de Woody e Garfinho.

Gabby Gabby e Betty, nossas heroínas

O filme é delas! Gabby Gabby, apesar de ser a “vilã”, arranca lágrimas de qualquer mulher com sua vontade genuína de ser amada por uma dona. Ela nos leva a relembrar das bonecas que cuidávamos quando crianças e das Barbies que tanto viveram nossas histórias imaginárias. Além dela, Betty já está há anos afastada de Woody e Buzz, vivendo uma vida independente ao lado de novos amigos. Seu grito de liberdade e determinação também encheu meu coração de emoção, já que a bela boneca de porcelana retorna em Toy Story 4 como uma grande guerreira.

Vale a pena, então?

Para os adultos, com foco na mulherada, a saudade da primeira boneca vem à tona com uma reflexão enorme sobre a relação que criamos com aquela figura inanimada. Além disso, Betty encabeça uma das mais importantes mensagens do filme sobre mulheres no comando e independência. Outras animações do estúdio como Divertidamente (2015), Moana (2016), Mulan (1998) e até Valente (2012), já exploram esse empoderamento feminino, mas em 2019, foram Gabby Gabby e Betty que mexeram com a minha criança interior. Por isso a dica! Assista Toy Story 4 no Amazon Prime Video.

Até a próxima!

Tatá Snow

"Crítica" de cinema - prefiro 'analista de entretenimento', fanática por comédias românticas e viciada em Sex and The City. Ah...#TeamCap