Diz o velho ditado que “nasce uma mãe, nasce uma culpa”.

Será que é verdade?

É possível viver a maternidade sem ela?

E se não for, como podemos lidar com a explosão de sentimentos que só um filho pode nos dar?

Você já se pegou pensando que, não importa o caminho escolhido, sempre está perdendo alguma coisa?

Se trabalha demais, quase nunca vê o filho. E se trabalha em casa, sente que precisava sair.

O podcast dessa semana do “Se liga, mãe!” está falando sobre isso:

Siga nossa apresentadora: @seligamae

 

Andressa Rosa

Eu era roteirista, aí virei mãe da Malu e nunca mais consegui parar de falar sobre isso. Hoje tenho um blog, um podcast e muita história boa pra contar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *