Em alguma camada da memesfera online, foi criada a “Nossa senhora da internet” que tem até uma oração que pede um livramento e proteção contra os haters. Mas é claro, essa santa milagrosa é uma criação da internet para descontrair um problema real.

Haters é uma palavra de origem inglesa e que significa “os que odeiam” ou “odiadores” na tradução literal para a língua portuguesa. O termo hater é bastante utilizado na internet para classificar algumas pessoas que praticam uma espécie “cyber bullying”.

Os haters são pessoas que miram em um assunto ou uma pessoa específica e começam a destilar comentários negativos e na maioria das vezes ofensivos. Geralmente as provocações são feitas por comentários públicos ou mensagens privadas. Basicamente, o hater é uma pessoa que simplesmente não está feliz ou satisfeito com o êxito, conquista ou felicidade de outra pessoa.

Porém, ao contrário do que muitos pensam, a internet não é uma terra sem lei, e você pode bloquear, banir, excluir o comentário ou até mesmo entrar com um processo jurídico dependendo da situação. Assim, o hater corre o risco de responder legalmente pelos seus atos.

Tipos de haters: Existe uma linha tênue entre um Feedback construtivo, uma opinião sincera, um conselho e o simples Hate. Então cabe a nós diferenciamos essas situações e, sendo assim, separamos alguns tipos de haters para você identificar nas suas redes sociais e até mesmo no seu dia a dia:

#1. Críticos de conteúdo que não produzem conteúdo. É aquela pessoa que nunca pública nada, não produz nenhum conteúdo, mas que está sempre refutando o que os outros publicam

#2. Odiadores de ideias. Sabe quando você está prestes a começar um projeto novo, e expõe sua ideia.. então, é nessa hora que o hate aparece para tentar desmotivar você

#3. Críticos de construções que não constroem nada. Esse é um clássico, é aquela pessoa que não que não tem negócio, mas que está sempre apontando os erros de quem tem.

#4. Caçadores de autoestima. E não pode faltar os mais cruéis e desnecessários. Esse é aquele cara que vai falar mal da sua tatuagem nova, debochar do seu corte de cabelo e fazer comentários como “Nossa, você engordou né?” Ou “Aí como você tá magrinha, não tá comendo não?”

O canalTech, portal especialista em internet e redes sociais, listou 5 dicas para lidar com os haters, e são elas:

1 – Não caia no jogo deles: Pode não ser uma tarefa das mais fáceis – ainda mais se o ódio disseminado for muito grande –, mas respondê-los não os fará sumir, pelo contrário, dará impulso para que eles procurem novos meios de chateação. Como dito, muitas pessoas fazem isso por diversão, então não têm pressa em sair de uma discussão.

2 – Moderação dos comentários: Apagar este tipo de comentários não significa deixar de ser democrático, mas não respeitar nem incentivar que eles aconteçam.

3 – Reflita sobre os “ataques”: Tarefa básica: Determinados comentários podem lhe ser úteis em quê? Pense. Algumas críticas negativas são sim muito importantes para o crescimento e também podem promover melhorias na sua forma de produzir algo. Se estas críticas existirem, estiverem bem embasadas, preste atenção nelas. Porém, este tipo de crítica provavelmente não virá de um hater, acredite.

4 – Eles querem publicidade: Não há nada mais interessante do que ter sua voz ouvida e destacada, e muitas pessoas se orgulham de receber certa fama, inclusive a fama de ser hater. Quanto menos atenção eles receberem, menos interessados estarão em continuar.

5 – Não os guarde com você: Em estudo feito por pesquisadores da Universidade Case Western Reserve e da Free University de Amsterdam, descobriu que estamos mais propensos a guardar críticas negativas muito mais do que guardamos as positivas. A pesquisadora Roy Baumeister revela neste estudo que até mesmo as pessoas que são mais felizes tendem a observar e guardar mais as críticas negativas. E para viver de forma saudável e conviver com este tipo de comentário, é preciso não os armazenar. Então o ideal a fazer é apagá-lo da memória. Não manter um comentário ofensivo – seja em mente ou até circulando na rede – facilita muito as coisas.

Existe uma expressão nos guetos norte-americanos e que se popularizou no refrão do hip-hop da Banda 3LW (3 Little Women) que é “Haters gonna hate” que se traduz “odiadores irão odiar”. É sobre você saber que em algum momento os haters vão te atacar e te criticar independente do que você fizer, mas que eles não vão te atingir porque eles sobrevivem do poder que você dá a eles

Ou seja, Os odiadores vão odiar a sua felicidade, seus sucesso e odiar o fato de que você não dá a mínima para eles. “Haters gonna hate”

No último episódio do “Saí de casa”, as apresentadoras Luisa Accorsi e Manu Carvalho  te convidam para bater um papo sobre os haters.. O que fazem? Onde vivem? Como se reproduzem?…

O episódio já está disponível nas principais plataformas de áudio

Por Sandro Christy