Maneco é meu primeiro tudo: primeiro filho, primeiro amor incondicional, primeiro salto no abismo. Querido e esperado, também foi cedo diagnosticado com Transtorno do Espectro do Autismo, o tal do TEA.

Eu, que já não entendia nada sobre crianças, descobri que ignorava coisas muito mais importantes. Intrigada com o porquê daquele bebê tão alegre aparentemente não ligar para os presentes que ganhava, fiz o que qualquer jornalista e/ou mãe faria: joguei no Google!

Fui dar numa longa lista de características em diversas faixas etárias. Como na época ele olhava bem nos olhos, sempre respondia quando chamado pelo nome e atendia a comandos como bater palmas, ficamos apenas observando.

Continuamos assim até que ele tivesse idade suficiente para que o neuropediatra aplicasse o questionário M-Chat, uma das principais ferramentas diagnósticas, aos 18 meses. Eu queria saber o quanto antes para poder ajudá-lo o quanto antes.

Os primeiros resultados foram inconclusivos, já que ele era ainda muito novinho, mas diante da hipótese de autismo, a recomendação é intervenção multidisciplinar imediata.

E é aí que um mar de letrinhas inunda a vida dos pais: TEA, TPS, ABA, TO, AT, PECs* e mais um monte de outras siglas para terapias, com nomes frequentemente em inglês. É um susto, mas à medida que eles vão se desenvolvendo, nós também vamos aprendendo.

A evolução do Maneco tem sido notável, graças ao diagnóstico precoce e ao tratamento adequado, coisas ainda raras no nosso país. Ele trabalha firme todos os dias para aprender tudo o que precisa e frequentar a escola regular, onde começa agora o 1º ano do ensinamento fundamental.

Nesse espaço, pretendo contar um pouco das conquistas na nossa jornada, mas também sobre as pedras que ainda carregamos montanha acima, as aventuras do caminho e o nosso jeito de lidar com tudo o que já sabemos e o infinito ainda a conhecer.

*TEA: Transtorno do Espectro do Autismo
TPS: Transtorno do Processamento Sensorial
ABA: sigla em inglês para Análise do Comportamento Aplicada
TO: Terapia Ocupacional, aplica o tratamento para TPS
AT: Acompanhante Terapêutica, profissional que auxilia a criança na escola
PECs: sigla em inglês para Comunicação por Troca de Figuras

Joana Santana

Curiosa de nascença, obedeço aos chamados da vida. Por amor e vocação, virei jornalista, esposa e mãe. Meu mundo só fica maior.