Por Vivi Pettersen (@viviastrologica)

Os anos de 2020 e 2021 deram uma reviravolta na vida de todo mundo. Cada um sentiu e sente de uma maneira o desafio que a pandemia nos trouxe. Ouso dizer que cada um leva esse momento como se fosse uma pandemia particular com diferentes reações que se instalaram por aí: uns se fecharam completamente para o mundo, outros se desesperaram, sem conseguir ver que há luz para esse túnel e tantos outros encontraram no autoconhecimento algo que respondesse várias de suas perguntas.

Este último caminho, digo com propriedade, é sem volta. Porque uma vez que nos colocamos a conhecer um pouco mais do que os olhos podem ver, não há razão para voltar ao mecanismo de antes. A astrologia tem um papel fundamental nisso, pois através do Mapa Astral é possível desvendar – ou ao menos, dar pistas – sobre como e onde caminhar para um entendimento completo. É como trazer luz para quem realmente somos dentro de uma nova consciência e realidade. Nessa jornada de busca interior, muitas ferramentas são necessárias para tal. É importante ter essa visão ampla e nada ortodoxa de como as coisas realmente acontecem e de como podemos resolver as questões que ainda seguem abertas – tendo também, os livros como grandes companheiros nesse caminhar. Escolhi três dos inúmeros que me fizeram abrir – e manter – os olhos abertos nesse despertar. São eles:

Grande Magia, Liz Gilbert, Editora Objetiva

Nesta belíssima obra, a autora de “Comer, Rezar e Amar” nos ensina de forma leve, prática e direta sobre como funciona a nossa criatividade. Em dois anos, todas as nossas questões de capacidade e produtividade ganharam doses extras de preocupações e um peso sem medidas. Neste livro, Liz traz à tona os vilões do nosso processo criativo e desmistifica todas as crenças que em algum momento nos colocaram sobre a capacidade de criar. E ao contrário do que a maioria pensa, a criatividade acompanha TODAS as áreas e profissões. Leitura obrigatória para quem se sente exausto em criar, criar, criar.

O Poder do seu Signo, Chani Nicholas, Editora Pensamento

A astrologia é um ponto de partida para o autoconhecimento. Nós interpretamos linguagens planetárias e simbólicas, sob ponto de vista energético, resultando em análises de personalidades e comportamentos. É um estudo diário, mas apaixonante. E a astróloga americana, Chani Nicholas, com uma linguagem amorosa e simples, explica como os astros podem nos influenciar diariamente e como alguns pontos específicos do Mapa podem contribuir com a nossa eternal busca por respostas até então não respondidas. Para os entusiastas que acreditam que Astrologia é bem mais do que não gostar de Áries ou Escorpião.

A Coragem de Ser Imperfeito, Brené Brown, Editora Sextante

Livro de cabeceira em tempos tão confusos, onde nossa fragilidade segue à prova. Neste livro, a autora explica o be-a-bá na nossa fragilidade, da nossa vulnerabilidade a qual fugimos desesperadamente. Porém, ao longo do livro,  entendemos que a plenitude que tanto buscamos encontra-se naquilo que passamos a vida com medo ou fugindo de encarar. A leitura traz um verdadeiro bálsamo de autoconhecimento e calma nessa túnel com a luz lá no fundo.

 

* Vivi Pettersen é jornalista e astróloga, terapeuta humanista e psicanalista em formação. Apresentadora do podcast “No Meio do Caminho”onde expressa, junto com o jornalista, Fernando Martins, sobre os assuntos do cotidiano.

 

 

Vivi Pettersen

Astróloga e apresentadora do podcast Astrologia JP