Silvio Santos, novamente ele, aparece envolvido em polêmicas e as mulheres da Pan debateram mais uma acusação contra o apresentador.

Dessa vez, a acusação é de que o comunicador havia sido preconceituoso ao retirar o prêmio de uma cantora escolhida pela plateia e dar a outra concorrente, durante uma competição no quadro  “Quem Você Tira?”.

Uma das competidoras, Jennyfer Oliver, que é negra, venceu a votação do público com folga. No entanto, o apresentador fez sua própria escolha entre as quatro cantoras e deu um prêmio extra, no valor de R$ 500,00, para outra competidora e não para a Jennyfer.

Silvio está sendo acusado de racismo e algumas pessoas, no Twitter, como o Youtuber Felipe Neto, se pronunciaram sobre o assunto. Felipe Neto disse que Silvio “já provou que é um sujeito misógino e racista” e outros famosos como Lulu Santos e Marcelo D2 “curtiram” a postagem dele.

A moça se manifestou sobre o ocorrido e disse que se sentiu “constrangida”.

“Quem assistiu, viu. O povo sentiu a situação. Eu fiquei super constrangida no momento. Ele escutou três vezes a mesma música e esperou na minha vez pra falar que era ruim. Na hora, eu fiquei sem reação nenhuma, por não poder cantar igual as outras e me senti super prejudicada. O povo que sentiu a questão do racismo, e ele nomeou a outra menina como a mais bonita, mas não era um concurso de beleza e sim de cantoras.”, contou Jennyfer.

Renata Barreto acha que o apresentador foi indelicado, mas que não pode afirmar que foi racismo.

“Se ele cometesse esta indelicadeza com outra pessoa não teria problema, né? Achei que a atitude dele foi constrangedora de fato, mas não porque ele foi racista.”

Mariana Brito concordou com Renata e comentou que só ficou surpreso com a atitude do apresentador que adora contrariar a plateia:

“Ele faz isto o tempo inteiro. Quando ele fala que prefere a outra moça, ele está se referindo a ela como cantora. Atribuir a atitude dele ao racismo é um absurdo.”

Ana Paula Henkel, que cresceu assistindo Silvio Santos, disse que ele sempre fez coisas inusitadas e inacreditáveis. Citou Roberta Close como exemplo:

“Ele levava a Roberta Close quase todos os domingos no programa dele. Ele elogiava e falava ‘Olha que mulher linda’. Esta geração que não arruma o quarto quer ficar falando de racismo, quer colocar palavras em tudo. Eu vi o vídeo e foi muito claro, ele falou que ela cantava melhor.”

Angela Sousa defendeu o apresentador:

“Todo mundo conhece o Silvio Santos, sabe do jeito, autenticidade e irreverência dele. Acho que o problema está no histórico, todo mundo pega um negocinho que ele fez e explode.”

As mulheres da Pan continuaram defendendo Silvio Santos e mostrando as oportunidades criadas pelo ícone da televisão brasileira.

Confira!

Daniela Contin Garcia

Publicitária e Podcaster na Jovem Pan