É bastante possível que em alguma conversa sobre sexualidade você já falou com suas amigas, ou até mesmo com seu marido/namorado, que acredita que os homens têm mais desejo sexual do que as mulheres, estou certa?

Por questões culturais, que super estimulam a sexualidade masculina desde a infância, na mesma medida em que reprimem a sexualidade feminina, é bastante comum que haja essa sensação.

De fato, os homens costumam (atenção para a palavra!) apresentar mais desejo, mas isso não é algo inato, muito menos generalista.

Mas Paula, os homens falam muito mais sobre isso, e parece que têm vontade o tempo todo!

Como citei, as questões socioculturais e religiosas fazem com que as mulheres acabem manifestando menos desejo. É um tabu que vem, aos poucos, sendo quebrado, mas que ainda carrega um peso grande.

Outra situação que tem influência é o fato de os homens serem muito visuais – e não faltam opções para que esses estímulos apareçam. Basta ligar a televisão, olhar as redes sociais, abrir uma revista. Já as mulheres são mais estimuladas pela audição. Você concorda que um bom papo, aquela conversa ao pé do ouvido pode mexer muito com seu desejo?

Sempre gosto de reforçar que todas as pessoas são únicas, e cada indivíduo tem uma preferência, algo que enche mais ou menos o seu tanque do desejo. Podemos ter mulheres com o desejo lá em cima o tempo todo, bem como homens com baixo desejo (por sinal, algo bastante comum no consultório).

Você não deve se comparar com A ou B, mas sim tentar se conhecer o máximo possível, e buscar os estímulos que te ajudem a aumentar o desejo sexual. Caso sinta dificuldades, procure ajuda especializada.

 

paulanapolitano

Psicóloga clínica, pós graduada em Terapia Sexual e em Terapia Cognitivo Comportamental. Também é autora do livro "Sexplicando: sexualidade sem mitos e tabus".