Contei lá no meu perfil do Instagram @sexplicando sobre a minha gravidez, e por isso aproveitei o tema para abordar sobre sexo neste período, pois eu sei que muita gente tem dúvidas sobre!

“Será que a penetração não vai machucar o bebê”? “Será que ele está olhando tudo o que estamos fazendo”? A contração do orgasmo estimula as contrações de parto precocemente”? “O esperma consegue chegar até o bebê?”.

A resposta a estas perguntas é: não, não, não e não.

Eu digo para todos os meus pacientes (porque é uma dúvida de homens e mulheres!) que, em uma gravidez normal (sem intercorrências e contra-indicações do obstetra), não tem problema nenhum em manter as relações sexuais, do início ao fim.

É claro que é importante sempre lembrar que o que vale para uma pessoa não vale para todos, e é fundamental ter acompanhamento médico no período da gestação. Se você está grávida e sentiu algum desconforto durante a relação, vale relatar a situação para o médico obstetra.

Mas, de modo geral, a penetração peniana não machuca o bebê, por mais profundo que penetre (o bebê está bem protegido), e o esperma também não chegará até ele (ou ela). Ah, e fique tranquila: o bebê não tem visão de raio-X para enxergar as camadas da bolsa e do colo do útero, então ele não saberá o que está acontecendo se a mãe tiver relações sexuais.

A libido da mulher pode mudar durante a gestação, cada trimestre costuma ter a sua peculiaridade. Por exemplo, o desejo sexual pode diminuir principalmente no primeiro trimestre, já que algumas mulheres sentem/tem enjoos, vômitos, cólicas, dor nos seios, medo e alterações no humor. É sempre importante manter o diálogo do casal para que cada um desses momentos sejam respeitados e vivenciados da melhor maneira pelo casal.

Se a posição que vocês costumavam fazer se tornar desconfortável à medida que a barriga for crescendo, experimentem novas opções, como por exemplo a posição da “conchinha” (e lembrar que sexo não é apenas penetração: o corpo todo pode ser explorado, e a masturbação mútua e o sexo oral podem ser muito bem-vindos).

Se você está grávida e está tendo desejos sexuais, aproveite! Esqueça os mitos! Vale lembrar, o sexo dá prazer, aumenta a intimidade e cumplicidade do casal, alivia tensões, e libera hormônios positivos para a mulher, para o casal e também para o bebê, como dopamina, endorfina e ocitocina. Novas sensações e prazeres também podem ser descobertos nessa fase.

 

paulanapolitano

Psicóloga clínica, pós graduada em Terapia Sexual e em Terapia Cognitivo Comportamental. Também é autora do livro "Sexplicando: sexualidade sem mitos e tabus".