No livro do seus ressignificados, o escritor João Doederlein, conhecido no Instagram como o @akapoeta, define a palavra “resiliência” da seguinte forma: é ir à guerra e voltar. É sentar com seus demônios numa mesa de bar e… Conversar. É apanhar de todo lado e levantar. É ter espírito boxeador, dar um gancho de direita nas dificuldades e nocautear a própria dor. Tiago diria “quem sete vezes cai, levanta oito”. É limpar o rosto depois do choro. É a mãe solo, grávida aos 19, que trabalhou para estudar e estudou para trabalhar e, com sorriso no rosto, ignorou os julgamentos e cuidou do filho que tinha para criar.  É ter uma alma-água, que se adapta ao corpo em que estiver, da melhor forma que puder.

O mundo muda constantemente, às vezes nossa vida vira de ponta cabeça num piscar de olhos, quando menos esperamos, temos que nos adaptar a novas realidades. Ser resiliente é sobre isso, mas também é sobre conseguir tirar algo positivo de todas as situações da vida.

Alguns indivíduos parecem nascer com uma incrível capacidade de superar obstáculos, mudanças indesejáveis e tragédias com relativa facilidade. Esta é uma característica que os neurocientistas chamam de resiliência.

De acordo com o psicólogo Robert Brooks, pessoas resilientes têm maior senso de controle sobre suas vidas, tornando-as mais dispostas a assumir riscos.

Porém, todos nós temos maneiras diferentes de gerenciar o estresse e, portanto, diferentes estratégias que podem levar a uma sensação de resiliência. Mais que isso, nossas crenças espirituais e contextos culturais também podem entrar em jogo ao desenvolver uma sensação de resiliência.

Assim, a resiliência é uma característica que pode ser amplamente desenvolvida. Por isso, o portal Vittude listou algumas, sugestões e estratégias para você se tornar mais resiliente:

Mantenha-se flexível : As pessoas resilientes esperam enfrentar desafios em diferentes pontos de suas vidas. Dessa forma, eles são capazes de ajustar seus objetivos e encontrar maneiras de se adaptar.

Aprenda lições: “Quando você tem uma experiência negativa, concentre-se nas lições positivas que você pode aprender com isso”, diz Ani Kalayjian, psicóloga na cidade de Nova York.

Quando surge uma situação difícil, não se concentre em quem é culpado. Deixe de perguntar “por que eu?”. Assim, deixe de lado o papel de vítima. Então, pergunte-se o que você poderia fazer diferente na próxima vez para obter um resultado melhor.

Tenha atitude positiva: Pense sobre o que você pode fazer para melhorar sua situação e depois faça isso. “As pessoas resilientes trabalham na resolução de um problema ao invés de se deixarem paralisadas pela negatividade”, diz Brooks.

Por exemplo, se seu chefe reduziu suas horas no trabalho, você pode olhar para isso como uma chance de explorar outras opções de trabalho. Assim, no longo prazo isso pode gerar crescimento na carreira.

Mantenha-se conectado: Nutra seus relacionamentos com amigos e familiares. Então, quando você estiver passando por um momento difícil, não se afaste de outras pessoas. Inesperadamente, aceite a ajuda daqueles que se preocupam com você.

As pessoas com maior resiliência têm pelo menos uma ou duas pessoas nas suas vidas, que podem recorrer ao apoio, diz Brooks.

Libere a tensão: Certifique-se de ter alternativas para expressar suas emoções e aliviar a tensão. Então, recomendamos algumas:

Resiliência Vs. Senso de propósito: Faça coisas que agreguem significado para a sua vida. Isso pode ser passar tempo com sua família, um serviço voluntário ou outra atividade que faça você se sentir mais forte.

Da mesma forma, correr uma maratona após enfrentar uma doença grave ou fazer uma caminhada de gratidão (muitas pessoas preparam-se anualmente para percorrer a peregrinação do Caminho de Santiago de Compostela, por exemplo).

Aprenda hábitos saudáveis: Similarmente, listamos algumas atividades para reduzir os momentos estressantes:

  • Exercite-se regularmente;
  • Mantenha uma dieta balanceada;
  • Leia um livro;
  • Reserve um tempo para descansar;

As pessoas que ficam fisicamente fortes tendem a ser emocionalmente mais resistentes.

Ler é uma ótima maneira de relaxar, estimula a criatividade, ameniza as situações de estresse e aumenta a resiliência

Acredite em si mesmo: Fique orgulhoso de suas habilidades e do que você fez. Assim, reconheça suas forças pessoais. Dessa forma, acreditar em si mesmo é extremamente importante, não somente para aumentar a confiança e autoestima como para alcançar o sucesso.

Se você acredita em si mesmo, ninguém será capaz de impedir você de alcançar seus objetivos. Igualmente, aqueles que acreditam em si acumulam uma série de vantagens:

  • Possuem uma vida mais focada;
  • Atingem suas metas;
  • São mais produtivos;
  • Tomam mais riscos;
  • Mantém-se positivos nas adversidades;

Sorria: Mantenha seu senso de humor mesmo diante tempos difíceis. O riso alivia o estresse e ajuda você a controlar as coisas. Quem sorri vive mais tempo e parece mais jovem. Sorrir aumenta a longevidade, contribui para manter o sistema imunológico forte, reduz a pressão arterial e ajuda o corpo a relaxar.

Nossas expressões faciais fazem mais do que apenas comunicar nosso humor, elas têm a habilidade de influenciar nosso bom humor como um todo. As emoções podem ser geradas no cérebro, mas os músculos faciais reforçam e transformam essas emoções.

Sorrir ajuda a aumentar a perfomance no trabalho e nos negócios, faz você parecer mais amigável nas negociações e interações com outras pessoas. O hábito de sorrir ajuda nossa mente a mover-se para um espaço mais positivo.

De acordo com Shawn Achor, autor do livro The Happiness Advantage, felicidade exige trabalho, ela requer que o nosso cérebro treine exatamente como os atletas fazem. Por isso, sorrir é muito importante, é um treino diário para nossa mente.

Quem sorri é mais produtivo, mais criativo e mais saudável. Sorrir é grátis!! Não há razões para não fazê-lo.

Seja otimista: Uma perspectiva positiva e esperançosa tornará você muito mais resiliente. Lembre-se de que muitos dos problemas que você enfrentará na vida são temporários e que você superou os constrangimentos no passado.

Ser resiliente significa ser flexível, mas possuir autoconfiança. É a capacidade que todos nós temos que ter para enfrentar a vida: Seja resiliente, acredite na sua força, no seu potencial, creia que é capaz e você será! 

No último episódio do “Saí de Casa”, as apresentadoras Luisa Accorsi e Manu Carvalho bateram um papo sobre “Ser resiliente”, elas compartilharam histórias e pontos de vista. O episódio já está disponível nas principais plataformas de áudio.

Por Sandro Christy

 

Fonte: https://www.vittude.com/blog/resiliencia/

How to overcome obstacles in your life: Resilience –  em WebMd – Better Information, Better health