A sensação é de pura impotência, dor e uma baita confusão.

Como que a pessoa diz que te ama, mas que não vai ficar contigo?

Tá, talvez ele(a) tenha dito que não estava no momento, que está confuso(a), precisa de um tempo para colocar tudo no eixo, está estressado(a) com o trabalho, não consegue se dedicar a você como gostaria, quem sabe, insista na ideia de que o sentimento é grande, mas a incompatibilidade de uma série de coisas também ou talvez, não tenha explicado em nada a razão de não querer voltar, esteja te evitando ou até, sumido do mapa.

Enquanto isso, você sofre pacas, tenta arrancar do peito esse sentimento perturbador e grita ao universo que preferia mil vezes não ter escutado dele(a) que te ama muito.

A questão é que essas situações nos obrigam a entender que nem todas as pessoas do mundo tem discernimento daquilo que fala e suas prováveis consequências. Infelizmente, responsabilidade afetiva não é virtude da maioria e cabe a nós aprendermos a lidar com essas duplas mensagens e posicionamentos dúbios.

Para tanto, que tal diante de um comportamento desse, você internalizar que essa pessoa não estará mais na sua vida? Não se apegue à parte em que ela diz que te ama, esse trecho só atrapalha seu mecanismo cerebral e te causa uma total tortura aí dentro. Na verdade, é só uma forma de te deixar meio garantida(o), manter alguma esperancinha para não te perder de vez, vai que… Só que você não cairá mais nessa!

Ninguém merece esse aprisionamento emocional.

Depois de ler esse texto, ficará esperta(o) para tocar sua vida, mesmo com saudade e sentindo muita falta de alguém que ainda goste muito. Conforme o racional é exercitado e colocado em prática, mais fortalecida se torna sua estrutura para lidar com esse momento. Nós não apagamos um grande amor da mente, mas vamos aprendendo a viver outros prazeres na nossa história que pouco a pouco ofuscam esse sentimento que por não ser alimentado e correspondido, cai na sua escala de prioridade.E então, você nota que mesmo sem ele(a), ainda sobrevive, respira, sorri, se diverte, o sol continua nascendo todos os dias e as possibilidades para você, também!

Ouça o podcast:

Pamela Magalhães

https://pamelamagalhaes.com.br/

Psicológa especializada em relacionamento e apresentadora do podcast Coração Peludo