Marcou sua próxima viagem e está preocupada em como vai ser viajar com seu bebê durante o trajeto? Confira nossas dicas para ficar tranquila e viajar bem com seu filho.

 

Viajar de avião com o seu neném pode não ser tão complicado quanto parece. Existem alguns cuidados que as companhias aéreas têm para tornar a viagem mais confortável, e com planejamento você pode fazer tudo mais tranquilamente.

Se você está preocupada com a reação do seu filho ou filha durante o voo, não se preocupe. Vamos dar dicas para que sua viagem de avião seja calma, e para que tudo ocorra dentro dos conformes. É claro que cada criança age de um jeito único, mas podemos te adiantar: é possível sim passar um tempo tranquilo no avião, junto ao seu filho.

Vamos às dicas!

Idade para bebês viajarem

As companhias aéreas costumam aceitar transportar bebês a partir de uma semana de vida. No entanto, como sete dias é muito pouco e o bebê ainda é muito novinho – e frágil -, é recomendado consultar um médico para que ele afirme qual a idade ideal para a criança começar a viajar.

Uma boa época para começar a levar o bebê em viagens é após ele tomar a primeira leva de vacinas, que são dadas até os três primeiros meses. Com esse tempo de vida, ele já estará mais imunizado e apto para viajar sem desconfortos, tanto para o bebê quanto para os pais.

Uma dica legal para levar seu filho numa primeira viagem de avião é escolher um destino nacional. Assim os voos são mais curtos e o planejamento do passeio é mais simples.

Confira alguns lugares para viajar no Brasil:

Documentos necessários

Para viajar com bebês dentro do Brasil, é preciso levar um documento de identificação da criança e dos responsáveis, que comprove o parentesco. RG ou a certidão de nascimento são opções aceitas em voos nacionais.

Já para viagens ao exterior, o bebê segue as mesmas regras dos adultos. No Mercosul, somente o documento de identidade é suficiente para embarcar. Nos demais países, será necessário tirar o passaporte do pequeno. E, dependendo do destino, até o visto da criança será solicitado.

Uma regra que é importante destacar no caso das viagens internacionais é a da autorização dos pais. Caso a criança viaje com somente a mãe ou somente com o pai, deverá ter autorização do responsável que não vai para garantir a viagem, ou não poderá embarcar. Se for necessário viajar com um terceiro, será exigida a autorização de ambos os pais.

Também é interessante levar a caderneta de vacinação do seu filho, sempre atualizada, nas suas viagens, caso ocorra qualquer situação em que seja preciso comprovar ao que ele já foi imunizado.

A Argentina é uma boa opção para viajar com seu bebê. Confira as dicas do destino:

 

 

Como acomodar os bebês no voo

Você sabia que bebês e crianças de até dois anos pagam um valor de, no máximo, somente 10% da tarifa de um adulto para viajar de avião? Nesses casos, o pequeno não tem direito a assento próprio, devendo ficar no colo dos pais durante todo o trajeto.

Para facilitar essa viagem, algumas companhias aéreas dispõe de uma espécie de bercinho para os pais acomodarem seus filhos. No entanto, o berço é pequeno e costuma acomodar bebês de até um certo tamanho. Vale confirmar essa informação – e não se esqueça de solicitar o item com antecedência, para garantir que haverá um disponível para vocês.

Caso seu filho já tenha mais de dois anos, ou tenha um bebê conforto com especificações que pode ser utilizado em voos, você pode optar por comprar um assento para o seu bebê e acomodá-lo na própria cadeirinha. É direito dos pais com crianças pequenas levarem uma cadeirinha ou carrinho no avião, sem qualquer custo adicional.

Destinos de praia são ótimos para ir com crianças. Veja dicas:

 

Como arrumar a mala

Infelizmente, ao levar um bebê na viagem o seu limite de bagagem de mão continua o mesmo. Mas, na própria mala do responsável, as crianças têm direito a levar alguns itens especiais, como papinhas para serem consumidas durante o voo.

No caso dos bebês, eles ainda não são tão ativos a ponto de precisarem de distrações durante o voo. Então a principal dica é buscar passagens próximas do horário de dormir, assim será mais fácil que eles descansem durante o trajeto.

Se seu filho já andar, procure cansá-lo antes de embarcar. Deixe ele brincar um pouco no aeroporto, mas, claro, acompanhe tudo e tenha bom senso para não atrapalhar outros viajantes.

Por fim, não se esqueça de levar fraldas e ao menos uma muda de roupa extra para o bebê. Lenços umedecidos e um cobertorzinho também são ótimas escolhas.

Lugares com clima ameno são ótimos para levar os pequenos. Indicamos:

 

Dicas para viajar de avião com bebê

A principal dica para viajar com seu bebê, e que também vale para toda a família e para outros meios de transporte, é a contratação do seguro viagem. Ele não é caro, mas compensa demais caso ocorra qualquer situação que seja preocupante ou emergencial. Se tratando de crianças, então, é o melhor investimento que você faz na viagem.

Outro ponto importante é o bom senso dos pais. Procure não viajar com seu bebê muito novinho. O ideal é esperar ao menos um trimestre para ele se fortalecer e ser imunizado com as primeiras vacinas. Se você viajou para ter o bebê em outra cidade, planeje-se para voltar só quando já estiver com alguns meses de vida. Caso seja só uma ida recreativa mesmo, além da idade da criança, considere bem o destino que pretendem visitar. Procure lugares confortáveis para o bebê, com temperaturas amenas e estrutura para levar nenéns.

Confira outras dicas de viagem para gestantes e crianças:

 

Por fim, um dos pontos que mais deixam os pais ansiosos na hora de viajar com um bebê no avião é o choro. Mas todos sabemos que crianças se comunicam dessa forma, ainda mais quando tem menos de um ano, e pode ser inevitável que elas chorem.

Se quiser, peça para a aeromoça informar os passageiros da presença do bebê, pedindo a compreensão e empatia de todos caso ele faça barulho. Mas você não precisa fazer isso necessariamente. Não há nada de errado se seu neném espernear por desconforto no avião, acontece!

Cuide dele como você cuidaria em sua própria casa, e tudo vai correr bem. Na melhor das hipóteses, logo ele fica quietinho. Na pior, vocês chegarão ao destino em pouco tempo. Não se preocupe com isso – e aproveite bastante a viagem com seu pequenino 😉

 

Virginia Falanghe

https://dicasdeviagem.com

Jornalista, apaixonada por viagens, natureza, aventuras e em compartilhar dicas para ajudar mais pessoas a viajarem mais e melhor. Quando não está viajando, está lendo, escrevendo ou falando sobre destinos do Brasil e do mundo. Gosta de conhecer a fundo cada lugar, por isso não acredita em contá-los. Já pisou nos cinco continentes e fez algumas paradas longas para morar na Austrália, Estados Unidos, Canadá e Portugal. Atualmente, mora em São Paulo e escreve dicas de viagens no site da Jovem Pan, integra a equipe do programa Mulheres da Pan como especialista em turismo e também é editora-chefe dos sites Dicas de Viagem e Viva o Mundo.  Uma boa leitura e ótimas viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *