Solteiros, enrolados, com namoro a distância, casados, separados, viúvos… não importa o seu status de relacionamento, a sua sexualidade provavelmente foi impactada pelo isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus.

Alguns reclamam do distanciamento, outros da aproximação intensa, ou da falta de opção para buscar um novo relacionamento – ou apenas um parceiro sexual. E o que é possível fazer?

Separei algumas dicas para amenizar estes “sofrimentos” e ajudar todo mundo a passar por esta quarentena da melhor maneira possível, sem deixar a sexualidade abandonada.

Para os casados, paciência é a palavra-chave! Os casais podem aproveitar este momento para repensar algumas coisas, discutir assuntos da relação que acabam indo sempre para baixo do tapete – mas sempre com escuta e respeito.

Se você tem sentido seu desejo sexual ou do seu companheiro/a em baixa, tenha calma. As preocupações com a pandemia, economia, saúde dos familiares e própria, finanças, trabalho podem interferir nesta baixa de desejo e até mesmo excitação, além de o fato de deixar de se cuidar por não sair de casa.

A falta de tempo sempre foi uma questão para muita gente, o que contribuía para o descuido com o relacionamento e que agora, quem ganhou um pouco de tempo, mesmo sendo apenas de trajeto ou menos eventos sociais pode ser uma forma de “regar e se dedicar a plantinha do relacionamento e da sexualidade”.

Por que não aproveitar o tempo livre que tiver para: um jantar especial preparado por vocês; um banho juntos; massagem pelo corpo todo um do outro; Testar novas posições, variar o cenário da casa, variar os momentos do dia, mudar o script; masturbar um ao outro; beijar muito; Leituras, séries, filmes eróticos.

Brinquedos eróticos também são ótimos aliados, tanto para casados quanto solteiros e até os casais que estão distantes. Os sex shops do mundo todo tiveram aumento de vendas – só aqui no Brasil a Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (Abeme) acredita que o crescimento pode chegar a 12%.

Mas Paula, eu não moro com meu companheiro. Dá para manter o relacionamento quente mesmo a distância?

Com certeza! Aqui tem algumas ideias para você não deixar a quarentena te atrapalhar:

  • vibrador com controle remoto, com aplicativo controlado à distância;
  • brincadeiras eróticas, tirar partes da roupa, usar dadinho erótico;
  • sexo online pelo telefone -, experimente novas formas de provocar e seduzir o outro falando, ou escrevendo, como você está se tocando, como você gostaria de tocar a pessoa, o que você gostaria de estar fazendo com ela
  • mandar mensagens picantes ao longo do dia
  • ler alguns livros ou contos eróticos para dar algumas ideias
  • escrever contos eróticos um para o outro, e expor desejos e fantasias
  • planejar coisas que desejam fazer quando estiverem juntos
  • assistir à séries ou filmes que tenham cenas picantes ou filmes eróticos


E se você está solteiro, que tal aproveitar a sua companhia?

Em Nova York, a prefeitura divulgou uma nota incentivando a masturbação, pois ela “não propagará a covid-19, especialmente se você lavar as mãos (e os brinquedos sexuais) por 20 segundos antes e depois do sexo.”

Aproveite este período de isolamento para se descobrir mais, fugir do movimento mecânico (toque diferente, explore o corpo). A masturbação é uma forma de se autoconhecer e satisfazer, do seu jeito, da sua forma! Somos ou podemos ser os melhores conhecedores do nosso corpo e de nós mesmos.

Os app de relacionamento também podem contribuir para você conhecer novas pessoas, marcar encontros virtuais e experimentar novas formas de sedução, como alguns exemplos citados nos relacionamentos a distância.

O que você vai fazer pela sua sexualidade hoje?

 

 

paulanapolitano

Psicóloga clínica, pós graduada em Terapia Sexual e em Terapia Cognitivo Comportamental. Também é autora do livro "Sexplicando: sexualidade sem mitos e tabus".