Qual foi a última comemoração de relacionamento que você teve? Vale aniversário de namoro, de casamento, do primeiro beijo…

Eu percebo que cada vez menos os casais, principalmente quem estão junto há bastante tempo, se lembram de celebrar os momentos especiais. E quando acontece, quase sempre segue-se um script: jantar em um lugar tradicional, que ambos ou um deles gosta, e fim!

É claro que não há uma regra ou imposição, mas lembrar e comemorar as conquistas juntos, ou outros momentos significativos é importante, e pode ser encarada como uma ocasião para namorar, declarar amor ao (à) parceiro(a), contribuir para mais intimidade e cumplicidade, aumentar o “tanque do amor” ou ainda refletir sobre como se tem agido nos relacionamentos anteriores e, se for o caso, no relacionamento atual.

“Mas Paula, eu não tenho ideia do que fazer nessas comemorações”.

Conhecer o outro e saber seus gostos, desejos e vontades ajuda bastante na hora de decidir como celebrar, mas separei algumas opções para não haja desculpa:

  • Encontro do casal;
  • Jantar preparado por um dos parceiros ou juntos;
  • Mensagens, cartões (virtuais ou não), e-mails ao longo do dia;
  • Uma surpresa!;
  • Um final de semana ou dia diferente, fazendo coisas que gostem;
  • Relembrar uma comemoração ou programa/lugar especial da época do namoro e buscar reproduzi-lo;
  • Presente com algo que a pessoa goste;
  • Encontro mais picante;
  • Acessórios comprados em um sex shop, para diversificar e esquentar a noite e a relação;
  • Uma massagem especial ou um banho juntos;
  • Roupa ou lingerie especial;
  • Falar de seus sentimentos e demonstrá-los;
  • Flores com um cartão escrito à mão e um belo sorriso.

Como diz a neurocientista Suzana Herculano, precisamos “ativar no outro o sistema de recompensa” para que o amor não se perca. Apesar da importância das datas comemorativas, o dia a dia continua sendo fundamental para o copo do desejo e as demonstrações do amor. Precisamos continuar cultivando o amor e reconquistando a pessoa amada, se realmente quisermos que esse relacionamento dure e seja feliz (o que não significa ser um casal feliz 24h por dia, mas sim ter um relacionamento que vale a pena viver).

Se você está namorando, de rolo, ficando, noivo ou casado, comemore! Para quem não está, por que não comemorar com família e com amigos? O mais importante é celebrar as conquistas e a vida!

 

paulanapolitano

Psicóloga clínica, pós graduada em Terapia Sexual e em Terapia Cognitivo Comportamental. Também é autora do livro "Sexplicando: sexualidade sem mitos e tabus".