Notícias

‘Crise de 2014 foi oportunidade para repensarmos segurança hídrica’, diz Benedito Braga

Os problemas e os desafios para a gestão do saneamento básico no estado de São Paulo reuniu representantes do poder público e especialistas no terceiro painel do Fórum Mitos e Fatos da Jovem Pan nesta segunda (11).

O presidente da Sabesp, Benedito Braga, lembrou da crise hídrica ocorrida em 2014, quando o reservatório da Cantareira, que abastece o estado, diminuiu suas reservas a níveis críticos.

“A crise que passamos foi uma oportunidade de repensarmos a segurança hídrica no estado”, afirmou Braga, à época secretário de Saneamento e Recursos Hídricos. “Agora estamos muito mais preparados para situações complexas como a que vivemos no passado. Criamos um sistema na região metropolitana de São Paulo para que tivéssemos um ‘excesso’ de armazenamento que, numa seca,  pudesse dar a água que a população precisa”.

O painel também discutiu as possibilidades de privatizações dos serviços de abastecimento do estado. Segundo o presidente do Instituto Trata Brasil, Édison Carlos, concessões na área serão feitas “querendo ou não”. O engenheiro defendeu que o debate sobre o tema não seja tratado de maneira ideológica.

“A questão não é mais sobre público versus privado. Esse é um debate ideológico e atrasado “, disse. “Nós temos que unir a boa empresa pública com a boa empresa privada, pensar no cidadão que vai pagar essa conta. O resto é ideologia que já deixou o país no buraco”.