Notícias

Morar longe do trabalho: um dos desafios da mobilidade

Grandes cidades como a de São Paulo sofrem com um problema característico do espraiamento adotado a partir dos anos 50, que concentrou os empregos em regiões centrais e forçou as pessoas a morarem em locais periféricos. Isso, inevitavelmente, gera desafios de mobilidade, como observa Sergio Avelleda, Secretário de Transportes da capital paulista.

“Se você olha para os nossos corredores de ônibus ou linhas de trem e metrô, de manhã elas vêm lotadas da região periférica em direção à central e voltam, ainda pela manhã, vazias, o que mostra um profundo desequilíbrio”, explica o executivo. “Em determinada região da cidade só tem moradia e em outra só tem emprego e renda”, complementa, dizendo que a adoção de um plano de mobilidade depende do perfil de cada metrópole.

Mas, afinal, qual é o meio de transporte mais apropriado para locais com essas características? Seria o metrô, o trem, o corredor de ônibus ou uma combinação dos três?

“Esses sistemas não competem entre si. Eles se complementam. Cada um tem a sua aplicação e sua importância. O grande segredo do sucesso é a integração de todos eles”, analisa Walter Barbosa, diretor de vendas e marketing de ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“Essa escolha de modelo depende do fluxo de passageiros previsto naquele trajeto”, defende Walter, destacando que soluções tecnológicas como o modelo de pré-embarque, já adotado em cidades como Curitiba, traria mais agilidade ao embarque dos passageiros, reduzindo os problemas de mobilidade.

“Se você faz o pagamento em uma plataforma fora do ônibus, ganha tempo de viagem para embarcar e desembarcar do veículo”, complementa o especialista, sugerindo que semáforos inteligentes, conectados com o transporte público, também sejam utilizados para permitir que o ônibus opere sem parar.

Quer saber mais sobre esse tema? Esse e outros assuntos referentes ao futuro nas grandes cidades serão abordados no fórum Mitos & Fatos – Jovem Pan Discute, que acontece no dia 24 de abril, em São Paulo, e será transmitido ao vivo em multiplataformas. Fique ligado!