Notícias

“Agora é o momento da transformação”, diz Doria, na abertura do Mitos & Fatos

João Doria, prefeito de São Paulo, foi o responsável por abrir a primeira edição do fórum Mitos & Fatos – Jovem Pan Discute, que abordou a temática “Cidades do Futuro”. Na ocasião, ele elogiou a iniciativa da rádio Jovem Pan em discutir as melhores práticas para o amanhã e pontuou sua visão de como transformar cidades e até um país em locais melhores, mais justos e que funcionem de maneira eficiente.

“Esse debate é muito importante, pois não podemos continuar fazendo as mesmas coisas equivocadas de um Brasil retrógrado”, disse. “Agora é o momento da transformação. Ou aproveitamos essa oportunidade ou vamos perder uma chance extraordinária”, complementou Doria, enfatizando a necessidade de “sair da caixa” e vislumbrar o amanhã, discutindo o hoje – objetivo do fórum da JP.

Ao falar sobre a situação econômica do Brasil e possibilidades de melhoria, o prefeito de São Paulo se mostrou otimista, mas enfatizou que, sem o apoio de toda a população, é mais difícil conseguir êxito nas mudanças. “Não é possível que a minoria ruidosa vá se sobressair à maioria silenciosa”, disse. “Aproveito para deixar uma mensagem para que os brasileiros se mobilizem. O tempo agora é dos que são sérios, trabalham, produzem, e transformar o Brasil é apoiar as reformas, ter coragem, mas fazer, ainda que com pequenos erros”, complementou Doria.

“Se não tivermos a capacidade de priorizar os mais pobres e humildes não vamos garantir um futuro melhor, como se pretende nesse debate da rádio Jovem Pan”, destacou o prefeito de SP, que prometeu usar “toda a voz e capacidade para defender o Brasil”. “O povo brasileiro tem coragem. Os que foram às ruas para pedir o impeachment têm que ter coragem de defender as reformas, que vão gerar riqueza e oportunidade de trabalho”, afirmou.

Ao estimular uma pressão legítima da população, de executivos e influenciadores, Doria abriu com chave de ouro o primeiro Mitos & Fatos – JP Discute, cujo objetivo é discutir boas práticas, possíveis erros, iniciativas necessárias e o que não funciona mais quando o assunto é gerir bem as cidades, os estados e o País.