Pular para o conteúdo

Prejudicado, Santos é sufocado por Rogério Ceni

Prejudicado, Santos é sufocado por Rogério Ceni

Anderson Daronco tornou-se o símbolo da vitória do Cruzeiro contra o Santos na tarde de domingo. Com dois minutos de jogo, não viu falta de Gustavo Henrique em Pedro Rocha, segundos depois de sua decisão, resolveu mudar de ideia. Acionando o VAR voltou atrás e expulsou o zagueiro santista. Neste ato, como se o jogo nem mesmo tivesse começado, resolveu mudar uma história que nem mesmo havia começado a ser contada.

É evidente que Rogério teve inteligencia o bastante para mudar sua equipe com grande eficiência, colocou sua equipe para o ataque e sufocou o Santos de Sampaoli, que sem estratégia deslocou Jorge para o campo de defesa e optou pela estréia de Pará – que durou pouco.

O que se questiona com ênfase é que o árbitro interprete de uma maneira um lance e mude sua decisão quando, em lances de mera opção individual, não deveria recorrer ao VAR. O futebol brasileiro, cercado de incompetentes que apitam, está se tornando um mero apego às tecnologias, distorcendo um mecanismo que deveria auxiliar, com rapidez, lances difíceis. Graças aos incompetentes de plantão, muitos estão se voltando contra a tecnologia – que nessa história toda, não tem culpa nenhuma.