Pular para o conteúdo

Laís Ribeiro defende a real da inclusão dos transexuais no mundo da moda

Divulgação
Laís Ribeiro defende a real da inclusão dos transexuais no mundo da moda
Que entrevista sucinta e deliciosa!

Laís Ribeiro, modelo e apresentadora do reality Born to Fashion, fala sobre competição, representatividade e mudanças no mundo da moda.

Criado para escolher a nova modelo transexual da moda brasileira, Born to Fashion chega à final essa semana com as competidoras participando de um desfile de Alexandre Herchcovitch. E, como foi anunciado no episódio passado, a vencedora vai estampar a capa digital da Harper’s Bazzar e um editorial nas páginas da revista, tanto virtual quanto impressa. Sem dúvida, um grande impulso na carreira de qualquer modelo.

Após a coletiva de lançamento da série, Laís Ribeiro, que comanda o programa ao lado do maquiador André Veloso, a estilista Lila Colzani e a artista Alie Marcone, respondeu às nossas perguntas sobre a competição e a indústria da moda.

Freakpop: Lembrando que estamos em uma competição, como evitaram que a busca pela vitória criasse um ambiente tóxico entre as candidatas?

Laís Ribeiro: O fato do programa não ter eliminações foi justamente a forma que encontramos para que todas pudessem vivenciar as atividades e criar proximidade entre todas. Pelo fato de muitas já terem passado por histórias de vida que demandam muita superação e batalha, naturalmente houve um clima de bastante união entre todas elas.”

Freakpop: O programa objetiva explorar a diversidade humana, mas a indústria da moda ainda está presa no binômio magreza/altura. Essas barreiras vão cair um dia?

Laís Ribeiro:Por muito tempo, era quase nula a representatividade na moda, em suas mais variadas formas. Negras, plus size, transgêneros, maduras, entre tantos outros, não se viam representados. Hoje, é possível ver algumas iniciativas que buscam pela inclusão mas, sem dúvidas, ainda há muito a ser feito, e o programa busca justamente acelerar esse processo. O planeta é composto por pessoas de todos os biotipos, e a moda tem a responsabilidade de lutar contra a padronização e representar a diversidade. Esperamos que o Born to Fashion seja uma forma de abrir a cabeça da sociedade e do mercado, para que entendam a necessidade real da inclusão e abracem esta causa efetivamente, de uma vez por todas.”

O último episódio de Born to Fashion vai ao ar nessa quinta, 15/10, às 22h no E! Entertainment.