Pular para o conteúdo

A Universidade da Bola

 

O jogo de ontem foi uma porcaria. Não me surpreendeu nem um pouco. Não esperava mais do que isso. Quando alguém tenta mudar é atacado. Vide Fernando Diniz e o próprio Thiago Nunes, antes de colocar o Corinthians num esquema de jogo medíocre. No Brasil só se quer o óbvio e quem foge disso tem problemas. Mas há exceções.

No dia último dia 25 de julho a Universidade do Futebol, criada pelo grande profissional e profundo estudioso do futebol, João Paulo Medina, completou 17 anos. Quando surgiu poucos acreditavam que chegariam tão longe, afinal o estudo não costuma ser prioridade no Brasil e no futebol, então, a auto-suficiência não permite que se estude. Muita gente ainda acha que somos o país do futebol.

Mas o empenho do Professor Medina está ajudando a mudar as coisas. Ainda estão longe da cultura futebolística. Ainda há quem faça chacota dos estudiosos da bola. Preferem a ignorância ou o conhecimento “teórico”. Não enxergam os anos luz de atraso que vivemos com relação aos europeus e mesmo aos vizinhos argentinos.

De qualquer forma alguém teria que fazer algo e começar a mudança. Ela ainda é bem lenta, mas o mérito do Professor Medina não pode ser tirado. Parabéns a ele. A gente mede os homens pelos legados que deixam. Se algum dia  a real evolução chegar ao futebol brasileiro com certeza deveremos a ele a mudança. No dia do aniversário da Universidade, Medina também completou 50 anos de futebol. Prática e estudo. Esse sim um é grande exemplo.