Pular para o conteúdo

A foto do torcedor

Com o retorno do futebol sem público, os clubes mais criativos estão achando fórmulas para ganhar dinheiro sem as rendas dos jogos. Foram várias as ideias mundo a fora mas a mais copiada é a do Borussia Monchengladbach da Alemanha de colocar fotos dos torcedores mediante pagamento.

O clube tem conseguido bons valores nos seus jogos e já há até lista de espera. Então vieram as cópias e a Turquia, que voltou aos jogos dia 12 de junho, apresenta agora uma competição sobre os valores cobrados e os rendimentos com as fotos.

Clube mais popular do país o Galatasaray vende o espaço por 20 euros, pouco mais de 100 reais. A foto vem em tamanho natural da pessoa e o custo também é do torcedor, que recebe o modelo padrão adotado pelo clube e se responsabiliza pelo resto.

Na sequência vem o Fenerbahçe e o Besiktas que cobram 17 euros para cada foto colocada em seus jogos.  As rendas estão ajudando a manter os clubes na crise que é forte na Turquia, tanto que o país abriu mão de organizar a final da Champions League por causa das reformas no Estádio de Istambul, que não teriam retorno com a ausência de público pagante.

O Basaksehir time do presidente turco e fruto de seu projeto político não precisa deste tipo de promoção, primeiro porque tem poucos torcedores e segundo porque dinheiro lá, não é problema. A equipe do subúrbio de Istambul está privatizada e seus donos, empresários locais, recebem bons aportes financeiros do “torcedor” Erdogan.

Essa equipe tinha outro nome, é de um bairro com fortes tradições muçulmanas e serviu de base de apoio político ao presidente desde de seu começo de carreira. Em compensação tem dinheiro para contratar estrelas como Arda Turan, Robinho, Demba ba, Clichy, Adebayor , Elia e Inler.  Apesar disso ainda não conseguiu ser campeão.