Pular para o conteúdo

Melo e Dodig param nos italianos Bolelli e Fognini

Melo e Dodig param nos italianos Bolelli e Fognini

Marcelo Melo e Ivan Dodig – cabeças de chave número 9 – pararam na segunda rodada do Australian Open. Em jogo decidido nos detalhes, os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini marcaram 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7-2) e 6/3, em 1h51min.

O mineiro e o croata encerram a série de torneios que abriram a temporada na Austrália, após a disputa de dois ATP 250 em Adelaide e do Australian Open.

“Sabíamos que era um jogo duríssimo. O Fabio e o Bolelli jogam realmente muito bem. De qualquer forma, acho que tivemos as nossas chances. Saímos abaixo, quebramos, depois tivemos um break para passar à frente. E é assim. Dupla desse nível, tivemos uma chance, não aproveitamos e eles acabaram ganhando o set. Aí aproveitaram uma oportunidade no segundo set. Tudo decidido muito no detalhe mesmo”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Asics e Confederação Brasileira de Tênis.

Marcelo Melo é recordista brasileiro em número de títulos, 35 conquistas, ao lado do também mineiro Bruno Soares. Dos títulos, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de nove ATP 500 e 15 ATP 250. Tem o recorde, também, em semanas no topo do ranking da ATP – 56, único brasileiro na história a ser número 1 do mundo em duplas. E esteve entre os Top 10 por oito temporadas seguidas. É recordista em participações em Grand Slam, com 57 edições até o final de 2021, e em presença no ATP Finals – completou oito seguidas em 2020. Em 2019 chegou a 500 vitórias, na estreia no ATP 500 de Washington, passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

Comentários

comments