Pular para o conteúdo

Punição ao Neymar favorece adversários

Punição ao Neymar favorece adversários

Dorival precisava punir Neymar. O moleque passou dos limites. Enquanto estava sendo prepotente e criando confusão com adversários, deu para aguentar. Agora, bater boca com treinador, discutir com Edu Dracena e quase sair na mão com o auxiliar Ivan Izzo é inadmissível. Falta de educação tem limite. E não seria coerente afastá-lo contra o Guarani e liberá-lo contra o Corinthians. Até aí, tudo certo. Mas, até que ponto esta punição é válida?

O Santos empatou com o Guarani. Neymar fez falta. E vai fazer contra o Corinthians. Se o Santos ainda tivesse Robinho, Ganso e André, tudo bem. Neymar não faria tanta falta. Agora, é possível que Dorival saia enfraquecido nesta queda de braço. Seria uma pena. Se isso acontecer, Neymar ficará insuportável. Se já é mascarado e folgado, imagine se o Santos não conseguir vencer sem sua presença. Vai mandar e desmandar na Vila. Este risco existe.

Neymar desequilibra. Os adversários que enfrentarem o Peixe sem o garoto, sairão ganhando. Isso não é legal para o campeonato. Pode influir na classificação. É uma punição que além de prejudicar a qualidade técnica do Santos, favorece adversários. Já ajudou o Guarani. Tirá-lo do clássico é beneficiar o Corinthians e prejudicar quem está disputando título. Este é outro fator que torna a punição discutível.

Neymar virou um garoto problema.

Acabei de escrever o post e Dorival acaba de ser demitido. Lamentável.

O São Paulo deve contratá-lo. Há anos vem fazendo um bom trabalho.

O próximo técnico do Santos já sabe: “Quem manda na Vila é o Neymar”.

Comentários

comments