Pular para o conteúdo

Incêndios na Austrália atingem Federer e Nadal

Incêndios na Austrália atingem Federer e Nadal

A polêmica decisão da organização do Aberto da Austrália de não adiar a competição, ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira. Em entrevista ao 3AW, o médico esportivo Peter Brukner disse que acredita que os jogos deveriam ter sido cancelados. “Quando o ar chega a um estágio perigoso, praticar esportes de alto nível nessas condições é irresponsável. Temos o dever de proteger nossos atletas e acho que é uma situação em que precisamos tomar uma decisão difícil”, afirmou.

O tenista Brayden Schnur não poupou críticas a Nadal e Federer, classificando ambos como egoístas. Ele cobrou dos dois uma posição sobre as condições em Melbourne. O canadense disse que a reclamação dos jogadores menos badalados não têm o mesmo peso das estrelas e por isso pediu que Nadal e Federer os ajudassem nesse momento.

“Tem que vir dos melhores jogadores, Roger e Rafa são um pouco egoístas ao pensar em si mesmos e em suas carreiras. Porque eles estão perto do fim e tudo em que pensam é em seu legado. Não estão pensando no esporte ou tentando fazer o que é bom para o tênis”, disparou o canadense.

O assessor de Federer começou o ano com bastante trabalho.

Há dois dias, a ativista sueca tirou casquinha do suíço. A garota aproveitou a imensa cobertura do tênis e cobrou Federer pelo patrocínio do Credit Suisse, banco que investe em empresas que utilizam energias fósseis. O suíço respondeu ao puxão de orelha: “Eu levo os impactos e ameaças das mudanças climáticas muito a sério, particularmente porque minha família e eu chegamos à Austrália entre a devastação das queimadas”.

E desta vez não é culpa do Bolosonaro.

O presidente brasileiro quer distância do Aberto da Austrália.

Comentários

comments