Pular para o conteúdo

Goiás estreia no Brasileirão com Tapetão

Goiás estreia no Brasileirão com Tapetão

O adiamento de Goiás x São Paulo mostrou logo na primeira rodada que o campeonato será uma bagunça. A tendência é o Brasileirão ser decidido no Tapetão.

Pela Série C, o Vila Nova teve atleta testado positivo na terça-feira e mesmo assim viajou e jogou em Manaus. Depois, ficou sabendo que viajou com um atleta contaminado. O clube não sabia, a confusão aconteceu na coleta das amostras.

Pela Série A, o São Paulo viajou até Goiás, fez aquecimento, entrou em campo e minutos antes do início da partida recebeu a decisão do STJD. O Goiás alegou no Tribunal que dez atletas do elenco testaram positivo, disse que oito seriam titulares. E daí? Se fossem todos reservas o clube jogaria?

A decisão abriu um precedente complicado.

É preciso deixar claro que o Goiás só pediu adiamento porque ficou com o time fraco. No sábado, o clube já sabia que três atletas estavam positivos e não pediu adiamento. Se a preocupação fosse com a saúde bastaria um único caso positivo. Pelo visto o critério é “se meu time ficou fraco” vale recorrer ao Tapetão.

Fala sério.

Comentários

comments