Pular para o conteúdo

Após 5 anos Abade volta em sorteio dirigido, fora da Vila

Após 5 anos Abade volta em sorteio dirigido, fora da Vila

Há muito tempo o Rubão escreveu aqui que Seneme e Luiz Flávio seriam os árbitros das finais do Paulista. É só fazer pesquisa no Blog. Disse isso várias vezes na Jovem Pan, inclusive na segunda-feira após a semifinal Palmeiras x Corinthians. No dia seguinte, os dois foram anunciados no sorteio. Foi Bola de Cristal? Não, foi mais uma prova de que o sorteio é dirigido.

Incrível, transparência não combina com esta Federação Paulista.

Antes das finais, Marco Polo Del Nero copiou a frase do Wanderley Nogueira, disse em tom irônico: “É OURO, então tem que estar no sorteio, tem que apitar”. Ridículo. Não existe mais categoria “Ouro”, agora é “Categoria 1”. Pelo site da FPF são 38 árbitros nesta categoria. Vários nem apitaram na Série A. Nesta fase final a própria Federação disse que colocaria apenas 15 árbitros. Coronel Marinho escolheu 12 e Marco Polo incluiu mais 3.

Portanto, segundo a Federação seriam 15 árbitros nos sorteios da fase final.

Ok, mas ninguém acredita. Continuamos falando em Seneme e Luiz Flávio nas duas finais. Não deu outra. Advinhação seria improvável. Admitindo que não teríamos escalas repetidas, podemos tirar 4 árbitros que já apitaram Santos ou Corinthians (Braguetto, Sálvio, Claus e PC). Restariam 11. Pela informação da Federação seriam 11 bolinhas nas duas finais. Ora, como sabíamos há várias semanas que destes 11 Seneme e Luiz Flávio estariam nas duas finais? É muita cara de pau. Ridículo. É acreditar em Papai Noel.

O Jornal da Tarde deu Paulo César de Oliveira na semifinal antes do sorteio. Desmoralizada pelo jornalista Luiz Antonio Prósperi, não restava outra alternativa à Federação Paulista. A Jovem Pan já havia dito em vários programas que Luiz Flávio e Seneme estariam nas finais. Resolveram incluir mais dois: Cleber Wellington Abade e Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza. Quem conhece arbitragem deu risada. Abade no jogo do SANTOS????

E pasmem, desta vez fizeram sorteio de verdade entre as 4 bolinhas.

Pudera, só faltava não fazer depois de mais um escândalo desta FPF.

Cleber Wellington Abade não apita Santos há 5 anos. Apitou dia 12 de outubro de 2005, Santos 2 x 3 Corinthians, na Vila. Foi uma das partidas remarcadas pelo Luiz Sveiter. A partida terminou em confusão, o árbitro marcou pênalti do Zé Elias no Nilmar. Torcedores invadiram o gramado, tentam agredir o árbitro e hostilizaram equipes de jornalismo. Um bando subiu a serra e acompanhou o árbitro até a sede da Federação.

Abade nunca mais apitou Santos. Já imaginou se a sua bolinha caisse no jogo da Vila?

Ô bolinha sortuda. Abade não corre mais este risco.

Cléber Wellington Abade apitou poucas partidas do Paulista. É ótimo árbitro, mas pelo fato acima a chance de chororô é enorme. Sou contrário ao veto de árbitros. A Federeção não deveria ouvir os clubes. Se ouvir todos não sobra árbitro. Portanto, se o Paulo César estivesse apitando normalmente os jogos do Palmeiras depois de Prudente, se o Abade estivesse apitando jogos do Santos após o episódio Sveiter, seria absolutamente normal a escala deles nestas finais. Mas, depois de tanto tempo afastados de partidas destes clubes, voltarem nas finais???

Faltou bom senso.

Uma coisa é veto. Sou contra. Outra é bom senso. Sou favorável.

PC de Oliveira apita a final em Minas. Kléber Gladiador está fora das finais.

Comentários

comments