Pular para o conteúdo

Apesar da torcida contra, São Paulo vence no Morumbi

Apesar da torcida contra, São Paulo vence no Morumbi

dv_saopaulo_1-1024x682Há anos, o Morumbi virou cemitério de jogadores.

Casemiro, Jadson, Maicon, são nomes mais recentes.

Danilo, apesar dos títulos, também era marcado.

São inúmeros exemplos de perseguição.

Até Miranda passou por isso.

Inacreditável a ignorância dos cornetas alucinados.

O São Paulo não era assim, a torcida apoiava, tinha paciência.

Dario Pereira, o maior da História, demorou três anos para acertar no time.

Chegou com 21 anos e só acertou com 24 anos.

Poderia citar inúmeros outros exemplos, craques e ídolos.

Hoje o clube tem a pior gestão da história, virou um péssimo ambiente de trabalho.

E a culpa é de um garoto de 19 anos !!!!

Fala sério.

Durante o jogo ouvi gritos de “Lugano”. Fora do estádio ouvi que Edson Silva é melhor que Lucão.

Juro. Acredite se quiser. Seria fantástico, já imaginou?

Denis, Bruno, Lugano, Edson Silva, Reinaldo ou Carlinhos e Hudson na cabeça de área?

Seria com certeza a pior zaga dos últimos cem anos.

Lucão tem apenas 19 anos, vive seu primeiro ano de titular, clube em crise, laterais deficientes, goleiro novato, troca de técnicos constantes, formas de atuação da defesa totalmente diferentes, volantes fracos, meias e atacantes não marcam, Rodrigo Caio e Thiago Mendes são os únicos que ajudam na marcação, não existe um líder experiente no elenco, os figurões são amarelões.

Santa Ignorância.

Lucão passou por todas as seleções de base, aos 19 anos é titular de um clube grande na quarta posição do forte Brasileirão, já é melhor que os reservas. Potencial inegável. Rodrigo Caio foi desastre no primeiro ano, fazia pênaltis infantis, era expulso, pior em campo… Depois de três anos a situação é outra. Aliás, esta dupla de zaga do São Paulo com certeza jogará na Europa.

Caso não tenham contusão, anote aí, os dois jogarão na Europa.

Milton Cruz manteve 100% no Morumbi pelo Brasileirão.

Apesar da torcida contra e da péssima diretoria, elenco destroçado e mal tratado na temporada, o time conseguiu mais uma vitória no coração, como fez contra o Atlético-MG. Desta vez numa situação bem mais difícil. Vinha de um vexame histórico no Itaquerão. Confiança zero. Pressão total pela Libertadores.

Complicado.

Começou bem, fez o gol, levou o empate. Depois da virada virou inferno. O time já estava jogando mal, não encontrava espaço, zaga exposta, mano a mano, o time foi ficando cada vez mais cansado, estressado, perna pesada, torcida vaiando, intranquilo, precisão diminuindo nos passes e finalizações….  Kardec e Thiago Mendes mantiveram as chances de Libertadores.

Apesar do péssimo ambiente, Milton Cruz está fazendo milagre.

 

 

Foto Djalma Vassão (Gazeta Press)

 

Comentários

comments