A União da Ilha e a Estácio de Sá foram rebaixadas para a Série A do Carnaval do Rio de Janeiro. As duas escolas ficaram nas últimas posições na apuração das notas do Carnaval deste ano, nesta quarta-feira (26), na Marquês de Sapucaí.

Falando sobre a vida nas favelas do Rio, a União da Ilha entrou na apuração com 0,1 ponto a menos. A escola extrapolou o limite máximo de tempo para cruzar a Sapucaí e fez o desfile em 71 minutos, um a mais que o permitido pelas regras.

Além da punição, a agremiação perdeu pontos em todos os quesitos, principalmente nos dois primeiros, Fantasia e Samba-Enredo.

Já a Estácio, atual campeã da Série A, fez um enredo sobre a importância das pedras. O desfile, no entanto, não caiu no gosto dos jurados, que tiraram 0,6 pontos da escola só no quesito Samba-Enredo.

O desfile da Estácio foi assinado pela carnavalesca Rosa Magalhães, que já ganhou o Carnaval carioca sete vezes. Esta é a primeira vez que ela é rebaixada.

A União da Ilha e a Estácio de Sá ficaram para trás na classificação geral desde o começo da leitura das notas. Por isso, outras escolas que também foram mal, como Paraíso do Tuiuti e São Clemente, não chegaram a ser ameaçadas pelo rebaixamento.

Em 2021, o Grupo Especial do Carnaval do Rio voltará a ter 12 escolas: apesar do rebaixamento de duas agremiações, apenas uma será promovida da Série A para a elite.

Veja abaixo a classificação geral:

1º – Viradouro – 269,6
2º – Grande Rio – 269,6
3º – Mocidade – 269,4
4º – Beija-Flor – 269,4
5º – Salgueiro – 269
6º – Mangueira – 268,8
7º – Portela – 268,8
8º – Vila Isabel – 268,6
9º – Unidos da Tijuca – 267,6
10º – São Clemente – 267
11º – Paraíso do Tuiuti – 266,2
12º – Estácio de Sá – 264,7
13º – União da Ilha – 264,2