O sambódromo do Anhembi será palco nesta terça-feira (25) do anúncio da grande campeã do Carnaval de São Paulo. A apuração, como sempre, promete muita tensão e expectativa, e nesse ano a disputa será ainda mais equilibrada, pois a Liga das escolas de samba promoveu mudanças na avaliação. A Bateria, por exemplo, terá critérios mais rigorosos.

Antes, as escolas já iniciavam com a nota 10 neste quesito e iam perdendo pontos de acordo com falhas de execução. Agora, todas partirão com 9.8, e só atingirá a nota máxima quem apresentar variações de performance — como as famosas paradinhas. A Bateria também será o primeiro quesito de desempate e o último a ser lido.

Na Comissão de Frente também há uma alteração importante. A coreografia terá um peso maior do que o figurino na avaliação dos jurados.

Atual campeã do Carnaval de São Paulo, a Mancha Verde espera que esse ano a história se repita. O carnavalesco da escola, Jorge Freitas, acredita no bicampeonato. Duas vezes campeã nos últimos 3 anos, a Acadêmicos do Tatuapé também desponta como uma das favoritas ao título.

A apuração das escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo acontece a partir das 15 horas no Anhembi. Serão 36 jurados que vão avaliar nove quesitos: Alegoria, Enredo, Fantasia. Bateria, Harmonia, Samba-Enredo, Comissão de Frente, Evolução e Mestre Sala e Porta-Bandeira.

*Com informações do repórter Vinícius Moura