O Sambódromo do Anhembi abriu os portões às 18h desta sexta-feira (20) para iniciar o primeiro dia de desfiles das escolas de samba do Carnaval 2020 na cidade de São Paulo. Sete escolas do Grupo Especial abrem o Carnaval nesta noite.

Os foliões, no entanto, deverão se atentar a alguns detalhes para curtir a primeira noite de desfiles sem grandes preocupações – apenas muito samba no pé.

Haverá revista preventiva em todas as portarias de acesso ao Anhembi, com o acompanhamento da Polícia Militar. Não será permitida a entrada no sambódromo dos seguintes objetos:

– Bebidas alcoólicas;
– Substâncias tóxicas;
– Fogos de artifício e de estampido ou artefatos do gênero;
– Papel em rolo de qualquer espécie, jornais e revistas;
– Balões em geral;
– Materiais ou objetos que possam causar ferimentos;
– Armas de fogo, branca ou de qualquer tipo e espécie;
– Vasilhames, copo de vidro ou qualquer outro tipo de embalagem, contendo bebidas ou refrigerantes de qualquer natureza que, direta ou indiretamente, possam provocar ferimentos em caso de esforço físico isolado ou generalizado. Incluem-se aí: bandeiras com mastro, caixas térmicas e guarda-chuvas com ponta.

Os foliões podem entrar com mochila, capa de chuva e bandeiras sem mastro.

A entrada de alimentos também é permitida, desde que seguinte as recomendações de armazenagem. Todos os setores do sambódromo também contam com lanchonetes e haverá ainda a presença de vendedores ambulantes.

 

Carnaval acessível

O sambódromo conta com 70 lugares para cadeirantes e com um acompanhante – com visibilidade garantida para a avenida.

Haverá também audiodescrição e interpretação em Língua Brasileira de Sinais (Libras) nos desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial, nos dias 21 e 22 de fevereiro, e no Desfile das Campeãs, no dia 29 de fevereiro.

Os surdos ainda poderão acompanhar os vídeos do sambódromo com a tradução em Libras dos 14 sambas-enredos das agremiações que pertencem ao Grupo Especial de São Paulo no projeto, no projeto “Samba com as Mãos” da prefeitura de São Paulo.

Pessoas com deficiência ainda terão transporte gratuito. As vans do serviço Atende+ atenderão nos locais:

– Metrô Portuguesa Tietê: Rua Marechal Odylio Denys;
– Metrô Palmeiras Barra Funda: Av. Auro Soares de Moura Andrade;
– Pavilhão de Exposições do Anhembi: área interna do Pavilhão;
– Posto da CET: Av. Olavo Fontoura – Portão 1

 

Como chegar ao sambódromo

O sambódromo informa ainda que não será permitido o estacionamento de veículos nas vias do entorno do Anhembi. O estacionamento oficial do Carnaval é o do Pavilhão de Exposições do Anhembi, que tem capacidade para cerca de quatro mil vagas. O acesso é pela Avenida Santos Dumont e Rua Marechal Leitão de Carvalho, junto aos Portões 4 e 5. O valor do estacionamento é de R$ 50 para carros, R$ 30 para motos e R$ 70 para ônibus.

A SPTrans oferece duas linhas de ônibus com atendimento exclusivo ao sambódromo. A 179A-10 sai da estação de metrô Portuguesa-Tietê, enquanto a linha 879A-10 sai da estação Palmeiras-Barra Funda.

 

Entrada de menores de 18 anos

O Carnaval no Sambódromo do Anhembi é proibido para menores de 5 anos de idade. De 5 até 16 anos só poderão entrar acompanhados dos pais ou de representante legal, mediante apresentação de RG ou outro documento.

Em alguns camarotes a entrada será liberada somente para maiores de 18 anos. Para consumo de bebidas alcoólicas, é necessária a apresentação de documento comprovando ser maior de 18 anos para que a pessoa receba uma pulseira que permite a compra de bebidas.