Pular para o conteúdo

O pão nosso de cada dia pode ficar mais brasileiro

Divulgação Abitrigo
O pão nosso de cada dia pode ficar mais brasileiro
O pãozinho nosso de cada dia!

O trigo está sendo retomado pelos agricultores brasileiros nesta safra. O clima do inverno tem perspectiva melhor e os preços estão bons. Da mesma forma existe hoje uma tecnologia completamente diferente de cinco anos atrás. Para termos uma ideia da diferença da produtividade, nos anos 80 produzíamos 879 quilos por hectare, em 2020 são 2.723 kg/ha.

O trigo apresenta um aumento de 210% em 40 anos em produtividade. E mais, o trigo passou a ser uma cultura nacional. Na Bahia, produtividade de 5.700 kg/ha e Goiás 4.300 kg/ha, muito acima da média brasileira. Somos um país importador de trigo. Praticamente metade do que consumimos. O trigo é o produto que maior presença tem na mesa dos brasileiros, em todos os seus derivados e, sem dúvida, no pãozinho nosso de cada dia.

Poderemos ainda desenvolver o plantio de trigo no Cerrado. Existem pesquisas em andamento contra uma doença chamada brusone, onde a Embrapa atua com melhoramento genético para aumentar a resistência a essa doença. Com revisão da política tributária e os moinhos de trigo se dirigindo para o Brasil Central, além dos produtores clássicos do Sul, caminhamos para a possibilidade da autossuficiência no trigo, e aí, sim, o pão nosso de cada dia pode ir ficando cada vez mais brasileiro.

A Hora do Agronegócio, somos trigo dependentes do exterior, hora de plantar no Brasil.

José Luiz Tejon para a Jovem Pan.

%d blogueiros gostam disto: